03 jul 2012

Nem os médicos salvam…

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Semana passada meu Ben adoeceu. O menino ficou amoado de uma hora para outra na terça-feira. O diagnótico da mãe aqui foi: gripe!

Na quarta ele teve febre e me ligaram do berçário. Levamos o pequeno ao hospital infantil Sabará. Não conhecia o hospital e era indicadação da pediatra dele. Dizem que é o melhor hospital infantil de São Paulo. Fomos lá conferir.

Logo que se entra no hall você descobre o que ele tem de tão especial: o lugar está longe de parecer um hospital. As crianças entram ali e não querem mais sair. O espaço é todo lúdico e interativo.

Tem uma parede enorme de vidro com o desenho do mar, com barco, pescador, peixes. E as crianças podem monitorar através de volantes todos os integrantes do desenho.

Image

Tem também barquinhos no meio do saguão de espera. Aqui o Ben estava bem molinho, mas depois ele se soltou e queria ficar andando dentro do barquinho.

Image

No teto tem uns macaquinhos que ficam rodando. E no chão tem também alguns personagens em madeira. Benjamin gostou bastante dos dois. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

29 jun 2012

Sobre psicomotrocidade e educação

por
Gabi Miranda

Maternidade

Quem viu o texto “Minha sala tá avacalhada”, no MMQD, publicado 26/06 põe o dedo aqui! O texto é da Ana Julia, mãe, professora, violoncelista, estilista e pós-graduada em Psicomotricidade pela PUC-Minas.

Estou vidrada no blog dela: Torne seu filho mais inteligente.

Ela dá dicas valiosíssimas sobre estimulação de bebê, psicomotrocidade (aê maridão!!!), o método Montessori, musicalidade (eu fiquei muito feliz em ver que sem saber dos métodos e da razão científica, eu e o marido fazemos várias coisas certas estimulando a musicalidade do Benzoca), ela fala sobre criação, educação e, para os religiosos tem até uma dica de como ensinar histórias bíblicas para o seu bebê.

Nossa, gente, sério estou super interessada…..como não conheci a Ana antes? To falando que tem muita coisa nessa blogosfera materna….

*

E nessa semana a Veja SP trouxe uma matéria com a psicóloga Rosely Sayão, com dicas sobre educação. Eu já vi outras referências sobre ela e gosto muito. Acho uma profissional direta, coerente, firme e me identifico com suas medidas. Por exemplo, são os pais que dão ordem às crianças e não o contrário. E Rosely nos mostra que devemos deixar isso bem claro, colocar em prática a autoridade sem desanimar, que o discurso dos pais deve ser coerente às ações.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

28 jun 2012

Boas férias

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Férias chegando e estou vendo um monte de pais preocupados com o período livre dos filhos. Sim, porque nem todos os pais podem tirar férias na mesma época que suas crias. Então surgem as dúvidas básicas: com quem deixar, que programação montar, colocar ou não em curso de férias…?!

Eu sou super a favor de montar uma programação intensa para as crianças, mas fora do ambiente escolar. Porque tem escolas que cobram o valor de mais uma mensalidade para um curso de férias. E se for pra pagar, na boa, sugiro procurar algo novo, com pessoas diferentes das que o filho está acostumado ver todos os dias.

Existem vários cursos de férias, como oficinas de teatro, culinária, pintura, música…aí vão algumas dicas:

Curso livre de Teatro nas férias
Local: GSIA – Rua Souza Ramos, 54, Vila Mariana
Quando: De 04 a 25/07 (sempre as quartas)
Horário: 14h00 as 17h00
Investimento: R$ 150,00
Inscrições e Informações:
Telefone: 3938-7800 /5336-0972 Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

27 jun 2012

Primeiro aniversário do Benjamin

por
Gabi Miranda

Festas, Scrap Bossa

Eu e o marido organizamos toda a festa do primeiro aniversário Benzoca. Créditos para a mamãe aqui, que segundo o marido, fez a maior parte das coisas. Mas devo confessar, nada seria possível sem a ajuda master do maridão. A festa foi do jeito que eu sempre quis, sem tirar nenhum detalhe: simples e cheia de amor.

Fiz uma mesa decorada com cup cake, feitos pela mamãe que vos escreve, brigadeiros e beijinhos, feitos pela vovó Salete, e o bolo…Gente, fiquei sem o que dizer quando vi esse bolo. Desde quando decidi fazer a festa do Ben pensei no bolo com pasta americana. Eu nem sou tão fã desse tipo de confeito, mas eu queria muito mais pela parte artesanal. Fui em busca, orcei com um monte de fornecedores até ter a indicação da Gabriela Presentes. Ela é uma fofa, atenciosa, seu trabalho é lindo e tem o preço mais bacana que encontrei no mercado. Sinceramente, amei o bolo que além de lindo e encantador estava super saboroso.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

26 jun 2012

Só quem é mãe sabe…

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Viajar com uma mala, nunca mais;
Diferenciar o choro de manha, fome, dor, sono;
Nosso banho se torna o único horário de um momento só nosso;
Fazer mais de duas coisas ao mesmo tempo;
Conciliar horário;
O que é instinto;
Que é preciso muita imaginação pra manter um filho distraído;
O quanto nossa mãe é fundamental;
Pagar mico e não estar nem aí;
Admitir fazer algo que jamais teria feito se não fosse pelo filho;
Ter paciência, mesmo quando parece impossível;
O pediatra é o único que muitas vezes vai te dar razão;
Ouvir sua intuição;
Que risada de filho é música…
E o choro é um nó em nosso coração.
Queria ter ficado com meu Ben hoje…

compartilhe!

0

comente!

tags:

25 jun 2012

Muito amor e estímulo

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Depois de tanta gente falar, passei a achar que muito do jeito do filho é crédito dos pais. O que mais ouço é “Ah, mas com os pais que tem, Benjamin só podia ser assim”. Não sei se isso é bom ou ruim, mas acredito que seja bom. Então, aí vão algumas dicas do que fazemos com meu Ben que o torna naturalmente feliz, além de ajudar em seu desenvolvimento:

1. Desde sempre conversamos muito com Benjamin. Conversamos normalmente sem fazer voz(inha) de criança, falar “elado” essas coisas. Conversamos como se ele entendesse tudo o que a gente fala desde quando ele nasceu (e até enquanto estava na barriga). Eu sempre iniciei as atividades com ele falando o que eu faria, ex: “agora vamos tomar banho, pra isso vamos tirar a roupinha…”;

2. Escutamos música com Benjamin desde cedo e agora ele adora tanto que já liga (é verdade!) o som que fica num lugar baixo na sala. Ele liga, aumenta o volume e se movimenta como se estivesse dançando. Nesse domingo estávamos os quatro (incluo a Capitulina como integrante da família) na sala e eu disse pro Ben “liga o som, coloca uma música”, ele simplesmente foi até o aparelho e ligou; Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!