30 jan 2019

Pontos turísticos do Rio de Janeiro

por
Gabi Miranda

Maternidade, Viagem

Pontos turísticos do Rio de Janeiro para visitar com as crianças

Quem me acompanha aqui ou nas redes sociais sabe que amo o Rio de Janeiro. É uma cidade maravilhosa, democrática e cheia de passeios e pontos turísticos incríveis! Digo democrática justamente porque as possibilidades de passeios são inúmeras!!!! Desde passeios gratuitos a passeios pagos. Eu, inclusive, já fiz um post com dicas de passeios gratuitos na cidade carioca. Portanto, hoje quero compartilhar dicas de pontos turísticos do Rio de Janeiro que todo mundo precisa colocar na lista de lugares para conhecer.

Confira AQUI uma lista de passeios imperdíveis e gratuitos para fazer no Rio de Janeiro

Turistando na cidade maravilhosa

Rio de Janeiro é uma cidade alegre, com paisagens espetaculares, espetacularmente linda! E cheia de belezas naturais. É um excelente lugar para passar férias ou até mesmo feriados ou um final de semana. A cidade carioca oferece diversos passeios que agradam todas as idades e gostos. Mais democrático que isso não há!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

28 jan 2019

Aprenda a organizar o closet

por
Gabi Miranda

Organização, Terapia do lar

Quer organizar o closet? Assista o vídeo abaixo e confira dicas simples para colocar em prática já!

Fui mordida por um mosquito chamado Marie Kondo e entrei 2019 organizando a minha casa inteira! Aí lembrei que em janeiro de 2018 a organizer Vivi, do Tudo Arrumado, esteve aqui e fez uma mega organização no meu closet.

Leia AQUI como foi o descarte e a organização do closet

Marie Kondo entrou na minha vida há uns 3 anos. E em seu livro “isso me traz alegria”, ela diz que só começamos a transformar nossa vida quando queremos fazer isso de verdade. E o que precisamos fazer? Nos conhecer. Portanto, autoconhecimento é fundamental para grandes mudanças e transformações em nossa vida.

Aprenda a organizar o closet

Há um ano, a Vivi fez parte dessa transformação em minha vida. Ela chegou aqui usando uma das técnicas da Marie Kondo: tirar tudo do closet e avaliar peça por peça. Levamos dois dias para terminar e o resultado foi incrível. Porém, o processo passa pelo descarte e não apenas organização do espaço. Além da Vivi deixar meu closet organizado, ela me ensinou a dobrar peças para que eu pudesse manter tudo organizado depois.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

24 jan 2019

Quarto compartilhado – Inspirações de decoração

por
Gabi Miranda

Decoração, Terapia do lar

Hoje trago mais uma inspiração da Vivian, designer de Interiores e mãe da bebê Paola. São dicas para quarto compartilhado, afinal é bem comum as crianças dividirem o quarto. Eu dividi por um bom tempo com a minha irmã. Até que crescemos e começamos ter conflitos por conta de organização. Mas tenho ótimas lembranças de quando dividíamos o quarto. Aqui os meus filhos dividem o quarto e acho que isso ainda vai longe…

Confira abaixo as dicas da Vivi, designer, do Studio Um Mini, para deixar o quarto compartilhado harmonioso para os irmãos!

Inspirações para decorar quarto compartilhado

Rir, chorar, brincar, brigar… Um quarto compartilhado é um ambiente com muitas atividades e emoções. Um espaço essencial para as crianças aprenderem a compartilhar, e um enorme desafio para os pais, que tem que lidar com as personalidades e necessidades em evolução (e ebulição).

As dúvidas aparecem principalmente quando o quarto é dividido entre menino e menina ou por crianças de diferentes idades…
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

23 jan 2019

Cultive emoções positivas

Pare e pense. Você cultiva emoções positivas?

Nem sempre soube lidar com todas as minhas emoções. Mas tento sempre cultivar emoções positivas. Quanto mais a gente se conhece, mais aprendemos a lidar com os nossos sentimentos.

O fato é que por vezes, compreender nossos sentimentos é um trabalho confuso e difícil. Mas com a prática pode se tornar algo muito produtivo. Não podemos esquecer que somos indivíduos com físico e emocional, portanto é preciso que haja um equilíbrio entre amos. E quando temos filhos, precisamos de atenção e equilíbrio redobrados.

Leia também: hábitos que mudarão sua vida em 2019

O primeiro contato com as emoções é feito com ainda estamos no útero. Por isso, quem já passou pela gravidez, ouve muito “não fique triste, pois você passa esse sentimento para o bebê”. Sim, as emoções da mãe são sentidas pelo bebê. Dizem ainda que as experiências intrauterinas, somada aos acontecimentos vivenciados ao longo dos primeiros 7 anos da criança, são responsáveis por desenvolver os programas emocionais de cada pessoa. E são elas que criarão os padrões comportamentais e emocionais que influenciarão toda a vida dos nossos filhos. Sim, nossa responsabilidade é enorme!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

21 jan 2019

Amor dos pais cria rivalidade entre irmãos?

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

É possível administrar o amor dos pais?

Os pais de dois, três ou mais filhos costumam ouvir muito a frase “não é justo”. Pode ser porque lemos uma história extra para um deles. Ou porque permitimos que o filho mais velho faça algo que para o caçula não é apropriado ainda.

Meu filho mais velho vive me perguntando “você gosta de mim?”. E eu fico entre a cruz e a espada: será que ele está contando o quanto de amor está recebendo de mim e o quanto de amor estou dando para sua irmã? Será que não demonstro para ele o tanto que o amo? Ou melhor, será que ele não percebe que ambos são igualmente amados?

amor dos pais

Tento me colocar no lugar dele. Deve ser muito chato ter que compartilhar o amor dos pais, afinal, estamos a todo instante falando para um dos filhos esperar um pouquinho. “Espera um pouquinho, estou ajudando seu irmão”. Espera um pouquinho, vou dar banho no seu irmão”. Espera um pouquinho, deixa eu terminar de dar comida para seu irmão”.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

18 jan 2019

Engajamento gera felicidade no trabalho

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Colunas, Destaque

Engajamento gera felicidade no trabalho

Recentemente li um relatório da Gallup Consulting produzido por Tom Rath e Jim Harter, em 2010, intitulado The Well Being Economics ou, em português, A Economia do Bem-Estar.

O relatório mostra resultados de uma pesquisa realizada nos Estados Unidos com 5.271 pessoas empregadas.

Alguns dos resultados me chamaram a atenção:

  • 24% procurarão um novo emprego nos próximos 12 meses;
  • 29% dos trabalhadores estão engajados com os seus trabalhos;
  • 12% concordam que usufruem de um bem-estar mais elevado devido ao seu trabalho.

Mas também temos uma realidade brasileira para analisar. No estudo sobre a felicidade dos brasileiros, realizado em 2016 e conduzido pela TheWill2Grow e CVA Solutions, com 5.200 pessoas, descobrimos que o critério que mais impacto teria no incremento da felicidade no trabalho de empregados acima de 44 anos é “sentir que faço parte e acredito nos objetivos da empresa”.

felicidade no trabalho

Em outras palavras, engajamento.

Especificamente pessoas entre 55 a 64 anos de idade atribuem 29% de importância a esse critério numa lista de mais de 12 opções e seguido somente pelo “desejo de melhorias no salário e benefícios”, que lidera o ranking de opções em todas as faixas etárias.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!