15 ago 2018

Alienação parental: 5 coisas que você precisa saber

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Filhos

Você sabe o que é alienação parental? Esse é um assunto muito discutido nos últimos dois anos. Isso porque aumentaram e muito as ações que envolvem alienação parental. Os casos vão de desqualificar o outro genitor constantemente, dificultar a convivência, até falsas denúncia de abuso sexual, o que inclui implantação de falsa memória na criança. Sinceramente, acho isso muito triste. E acredito que aconteça por falta de maturidade dos pais. Só isso justifica. Afinal, é algo que prejudica muito mais a criança do que os adultos.

Para esclarecer esse assunto cheio de complexidade, a especialista em Direito da Família, Gardennia Mauri Bonatto, elencou 5 coisas que esclarecem as dúvidas mais comuns sobre alienação parental. Nesse post, está detalhado o problema na prática.

Segundo a advogada especializada em Direito da Família, Gardennia Mauri Bonatto, há pais que falam para os filhos devolverem presentes que venham do outro genitor, que apresentam novo cônjuge aos filhos como sendo nova mãe ou novo pai, que desqualificam o outro constantemente e, em situações ainda mais graves, há aqueles que envolvem até falsa denúncia de abuso sexual.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

14 ago 2018

Criança não namora

criança não namora

Já faz algum tempo que recebi essas fotos da campanha “Criança não namora“. Na época, salvei as imagens justamente para fazer um post aqui para o blog. Porque sempre pensei nessa coisa dos adultos intitular algum amiguinho como namorado. Isso sempre me incomodou quando eu era mãe só do Benjamin. Sempre tinha alguém perguntando se ele tinha namoradinha. Com a chegada da Stella, o foco mudou. E sempre achei ridícula e de mal gosto aquela piadinha “agora você é fornecedor”.

Criança não tem namorado. A relação que existe entre crianças é de amizade. E porque não falamos disso com elas? Não explicamos o quanto é valiosa e importante a amizade. Insistir nesse negócio de namoro na infância é incentivar que elas virem adultas antes do tempo. E já basta a indústria fazer isso o tempo todo. São brinquedos, roupas, assessórios e até cosméticos investindo na adultização infantil.

Leia também: o poder do discurso materno

Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

13 ago 2018

5 motivos para contratar recreação infantil para a festa do seu filho

por
Gabi Miranda

Destaque, Festas

Festa de criança combina com muitas brincadeiras ao ar livre. E claro, combina também com recreação infantil! Eu já fiz vários formatos de festas por aqui. Já tivemos contadores de histórias e cantigas de roda. Já montei eu mesma um espaço de brincadeiras com os brinquedos das crianças. Já aluguei pula pula porque Stella ama. E esse ano, fiz algo diferente. Além de ser a festa mais caseira e mais simples que fizemos (só para crianças e poucos adultos da família), contratei recreação infantil. E gente, foi o melhor investimento que já fiz em relação a festas infantis.

As crianças estavam sem os pais. E isso, normalmente, pode até causar certo estranhamento. Mas com recreação infantil rolou um desenvolvimento integral natural entre os pequenos. Acredito que não é qualquer recreação infantil que faça um trabalho tão bom, mas nós tivemos sorte e foi um sucesso por aqui. Contratamos o pessoal da @pipafestaseventos  e super recomendo. Por isso, indico e compartilho agora alguns motivos para contratar recreação infantil para festas infantis.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

12 ago 2018

O que significa ser um pai ativo?

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

Eu não posso negar, o marido é um pai ativo! E quando digo isso, quero dizer que ele é comprometido e presente na vida das crianças. E ele é de forma natural. Mas o que significa ser um pai ativo?

pai ativo

Não é novidade que nós, mães, concentramos a maior parte das tarefas relacionadas exclusivamente ao bebê e, vamos combinar, parte disso é porque não deixamos o pai fazer do jeito dele, sempre estamos metendo o bedelho. A imagem que se tem de um pai é a de um cara bagunceiro, indisciplinado, sem noção, que deixa as crianças jogadas, não lembra os horários das refeições e ainda as alimenta com porcarias e assim por diante. Essa imagem precisa ser deletada, pois os papais tem participado cada vez mais da criação dos filhos e também dos cuidados do lar.

Leia também: deixe o pai do seu filho participar

Segundo um material desenvolvido pela Unicef, distribuído no Chile, ser um pai ativo envolve as ações relacionadas abaixo.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

11 ago 2018

Passo a passo: como fazer um quadro de fotos para presentear alguém especial

por
Gabi Miranda

Destaque, Scrap Bossa, Scrapbook

Às vezes, melhor que comprar um presente é fazê-lo. Adoro essas coisas faça você mesmo. E gosto muito da técnica de scrapbook. E quando eu fazia quadros para porta maternidade, fiz uma lojinha no Elo7. O maior marketplace de produtos criativos e autorais!Eles sempre dão dicas para você criar o próprio presente. Recentemente, o pessoal do Elo 7 desenvolveu um passo a passo para criação de um quadro de fotos personalizado. Confira o passo a passo!

Passo a passo: como fazer um quadro de fotos para presentear

Você vai precisar de:

quadro de fotos

  • 1 moldura para fotos

  • 3 fotos do(a) filho(a)

  • papel canson branco ou preto para o fundo

  • cola em bastão

  • régua (opcional)

Passo a passo

  1. Tire o fundo da moldura de fotos. Cole com a cola em bastão um papel canson branco ou preto no fundo.

    quadro de fotos

  2. Escolha um tamanho adequado para as três fotos. Aqui por exemplo, a moldura usada é de tamanho 20 x 25 cm, então as fotos foram impressas em tamanho 9 x 13 cm. Mas as proporções das imagens ficarão de acordo com o tamanho da sua moldura. 😉
    Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

tags: ,

10 ago 2018

Paixão pelo trabalho

por
Gabi Miranda

Coach de Vida, Colunas, Destaque

Lembro que em uma das empresas onde trabalhei se falava muito em descobrir a paixão pelo trabalho. A paixão para trabalhar naquilo que realmente gostamos. Que se não estávamos apaixonados pelo que fazíamos não seríamos bons profissionais. Eu ouvia de forma cética porque não sentia essa paixão toda (pelo menos a que eu imaginava que precisava sentir) naquilo que fazia. Apesar de gostar muito do meu dia a dia, aprender constantemente, ter desafios intelectuais e conviver com um time de profissionais excelentes. E também não tinha nenhuma outra paixão escondida que eu estivesse “abafando”, então essa história de paixão me assombrava. Sempre que se falava no assunto eu pensava: pronto, vão descobrir que eu não tenho sou apaixonada pelo meu trabalho!

paixão

O tempo foi passando e me dei conta de que talvez a palavra que eu usaria fosse outra, e não “paixão”. Vocês devem estar pensando: mas qual palavra você usaria? Já vou contar…
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!