19 dez 2018

Somos resultados de nossos hábitos (uma retrospectiva 2018 e metas 2019)

por
Gabi Miranda

Autoconhecimento, Destaque

nossa vida é resultado de hábitos

Falta pouco mais de 10 dias para o ano acabar e tenho refletido muito sobre 2018. Semana passada participei de uma palestra da Ana Raia “Retrospectiva 2018 e metas 2019” que só mexeu ainda mais com meus pensamentos. Ana começou sua palestra jogando para o público as seguintes perguntas: por que você está aqui? Qual é a sua intenção? Como você acorda? Quando você acorda você pensa: “hoje meu dia será assim…” (complete a frase). E afirmou: “somos resultados de nossos hábitos! A vida começa sendo líder de você mesmo!”

Foi maravilhoso estar ali e ouvir tudo o que ouvi. Era como se eu estivesse no lugar certo, na hora certa. Ana Raia não falou uma única palavra em que não acredito. Mas é ótimo poder ouvir de fora de vez em quando. É combustível para minha alma. Até porque como qualquer ser humano, sou passível de emoções positivas e negativas.

Refletir positivamente sobre o ano que passou ou o ano que está por vir, é um exercício e tanto! Há coisas que não consegui fazer em 2018. A maior meta que me coloquei não consegui atingir. Falta total de foco porque eu estava voltada para outra coisa também importante, no caso a Mirtilo. Pensar no que não fiz, claro, causa um certo desconforto. Mas e o tanto de coisas que realizei?

Pare e reflita por um instante

Temos a mania de pensar só nos fracassos. E nesse encontro com a Ana Raia fizemos uma reflexão bem interessante sobre 2018 e assumimos um compromisso para 2019. Hoje quero compartilhar com vocês, algumas questões que fizeram todos presentes no encontro a pensar compassivamente sobre sua vida em 2018.

  • Quais foram os momentos mais marcantes que aconteceram em sua vida em 2018?
  • E suas maiores conquistas?
  • Quais foram os fracassos?
  • Quais foram as maiores adversidades que você enfrentou e como passou por elas?
  • Se esse ano fosse desenhado estrategicamente por uma força maior para você aprender algo, o que ela estaria tentando ensinar? Quais foram os seus maiores aprendizados?
  • Quais foram os novos comportamentos que você desenvolveu neste ano, e qual foi o impacto deles em sua vida?
  • Como se vê quando avalia sua postura na vida? Você é uma vítima ou é protagonista?
  • Você fez a diferença na vida das pessoas?

Somos resultados de nossos hábitos

Isso é muito sério! E é também muito difícil! Colocar de pernas pro ar a rotina de sono de uma criança, por exemplo, é super fácil. No entanto, colocar novos hábitos em prática é dificílimo! Não é de uma semana para a outra. Exige esforço, pois precisamos repetir com frequência. Segundo cientistas, os hábitos surgem porque o cérebro está o tempo todo procurando maneiras de poupar esforço.

Porém, uma vez enraizado em nossa vida, os hábitos nunca desaparecem. O que fazemos, por exemplo, na primeira hora do dia faz total diferença na nossa vida. O milagre da manhã taí e não me deixa mentir.

Temos que parar de focar nas coisas negativas! Ou melhor, elas existem, causam sofrimento, para trazem aprendizados. Precisamos tirar algo positivo do nosso sofrimento. Precisamos aprender a dar significado para as coisas que acontecem. E eu acredito muito que tudo, tanto as coisas boas quanto as ruins, acontece por um motivo e para tirarmos alguma lição disso.

Leia também: perdi minha mãe e aprendi a sentir gratidão

Faça rituais diários

Amei a palestra da Ana Raia e super indico. Pra mim, como disse, serviu como combustível e toda a oportunidade que tiver quero vê-la para manter meu tanque cheio. Um dos conselhos que ela deu e que venho tentando colocar em prática, mas sempre me perco no meio do caminho é sobre fazer rituais diários. Parece uma mensagem do universo pra mim, mas tudo o que leio há um ano fala sobre os rituais diários. Algo como acordar, se espreguiçar, ter os melhores pensamentos para o dia, agradecer, meditar, fazer uma atividade física. Gente, faz total diferença no dia!

E o que mais podemos fazer para melhorar o nosso dia e a nossa vida?

  • Apreciar o que já conquistamos (precisamos aprender a apreciar o que já conquistamos e não desdenhar como se fosse algo pequeno)
  • Não reclamar (e não se colocar no papel de vítima)
  • Ter em mente que aonde eu direcionar o meu pensamento é o que vou criar para a minha vida
  • Alinhar pensamento com o que falamos, sentimos e fazemos
  • Olhar através da abundância
  • Não fazer comparações, pois o nosso maior obstáculo é nos compararmos com os outros
  • Todo dia ao acordar, agradecer e reafirmar as metas
  • E por fim, mas não o menos importante: MARAVILHAR-SE!

Em seu livro “Aprendizados”, Giselle Bundchen fala muito sobre escolher aonde queremos focar nossa atenção. Primeiro vem o pensamento. Ou seja, ter os melhores pensamentos sobre o que você deseja. Porque antes que você possa almejar algo, ou tomar alguma atitude a respeito, precisa imaginar o que deseja. Quanto mais você pensa em algo, mais fortes se tornam seus pensamentos em torno daquilo.

compartilhe!

1

comente!

Uma resposta para “Somos resultados de nossos hábitos (uma retrospectiva 2018 e metas 2019)”

  1. […] Leia também: somos resultados de nossos hábitos […]

  2. Eu tenho rituais para o começo do dia e para o fim do dia. Não abro mão deles nem quando viajo!

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.