22 maio 2014

Brincar de viver

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Benjamin,

Esse é um ano difícil para a mamãe e a tia Luana. Como você sabe, nós perdemos a vovó Salete. Você é muito pequeno ainda para ter dimensão dessa perda – sinto triplamente, por mim, pela minha irmã e por você, meu amor. Estou numa busca incansável para que você não esqueça essa avó que tanto te amou, a pessoa digna, generosa, festeira e maravilhosa que ela sempre foi. Então eu fico buscando cultivar coisas que ela faria, o modo como ela enxergava a vida, seu entusiasmo e alegria. É um exercício bem difícil esse, filho. Sua tia Luana andou me dando uns puxões de orelhas. Eu nunca havia me dado conta o quanto sua tia tem da sua avó…

Foi sua tia que abriu meus olhos com relação ao seu aniversário. Ela foi enfática ao dizer que íamos fazer a sua festa sim, me lembrando que sua avó nunca deixou de comemorar nossos aniversários, Natal ou nenhuma outra data especial, independente do que tivesse lhe acontecido durante o ano. Sua avó sofreu muito nessa vida, perdeu pessoas amadas, passou por dificuldades financeiras, mas nunca, nunca abaixou a cabeça para vida, sempre tentava ver o lado bom das coisas e vivia achando motivos para comemorar. Essa foi uma das qualidades que puxei dela, amo comemorar, brindar à vida, reunir a família e os amigos – não quero deixar essa marca apagar de mim. Não quero e não posso fazer diferente nesse momento tão especial que é o seu aniversário. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

06 jan 2014

Em 2014, inspire-se!

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Todo santo dia recebo no meu e-mail profissional um email de uma pessoa chamada Maurício Seriacopi. Não sei como e porquê passei a receber e-mails dele. Trata-se de mensagens motivacionais – o que às vezes, confesso, acho um saco, mas algumas mensagens dele são bem pertinentes e me levam à reflexões. Por curiosidade, já dei um google no nome do autor e descobri que ele é um palestrante, coach, escritor, gestor e consultor empresarial. Passei até sentir falta quando não recebo e-mail dele, vai vendo…

Recebi dele a primeira mensagem do ano no dia 03 de janeiro e gostaria de compartilhar com vocês. É meio clichê, mas acho que vale sempre renovarmos o pensamento:

“Se deu certo em 2013, continue!
Se não deu, inove, faça diferente!
Se ficou no quase, persista!
Não importa se o “ano novo” é apenas uma divisão cronológica ou um recomeço, o que realmente importa, são as atitudes que teremos para que quando terminar, tenha sido grandioso!”

É isso. Hoje é meu primeiro dia útil de 2014 e acordei super disposta para enfrentar, escolher e viver intensamente – em todos os aspectos, esse ano que começou (e que num piscar de olhos acaba). Meu desejo (pra minha família e para todos os meus leitores) é que 2014 seja um ano de muitas possibilidades, energia, otimismo, inovação, criatividade e inspiração. Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

10 dez 2013

Reflexão sobre apresentações escolares

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Esse post também poderia levar o título: O judoca mais lindo da mamãe. Mas por razões de “vou parar de babar”, optei por um título menos coruja.

Sábado foi a festa de encerramento na escolinha do Benjamin. Teve toda aquela parafernália de apresentação com crianças pequenas fantasiadas, música alta, tias pagando o mico de dançar sozinhas e claro, crianças chorando. O meu foi um deles no início das apresentações. Sei lá, acho que vê um, dois, três chorando, começa a não entender nada e acha que o melhor a fazer é chorar também.

Eu não sei lidar muito com essas situações e sempre, toda vez me pergunto: será que faço certo em mandar o Benjamin? Qual a necessidade de fazer o menino passar por isso? Será que não vai causar trauma?

Gente, eu fico com vontade de arrancar ele de lá e alinhá-lo nos meus braços. Mas isso seria o certo? Não vai parecer o menino mimado que tem a mamãe sempre ao lado para protegê-lo? Mas isso seria proteger? Também não poderia causar algum trauma? Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

11 out 2013

Pra sonhar

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Ele me convidou para sair. Era um dia da semana qualquer e de repente começou uma chuva torrencial, mas não inibiu a empolgação dele de atravessar a cidade.

Trocamos telefones e decidimos nos encontrar outras vezes. Saímos durante uns 8 meses entre idas e vindas até que em 01/10/2005 ele me pediu em namoro da forma tradicional: “Quer namorar comigo”.

Dois anos depois, também no dia 01/10 ele chegou em casa e me presenteou com dois chocolates Kinder Ovo (esse mesmo!). Achei meio estranho. Não abri naquela hora e saímos para comemorar o aniversário da mãe dele. Na volta, ele me perguntou se eu não abriria o chocolate. Estava satisfeita de tanto comer, mas para não fazer desfeita, combinei que abriria e montaríamos a surpresa, mas que comeria o chocolate depois.

Abri um e não lembro a surpresa que veio, pois a surpresa do outro foi muito maior: duas alianças enroladas numa fita de cetim e um bilhetinho: “Quer casar comigo?”. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

14 ago 2013

Chegou a hora da vistoria no apartamento

por
Gabi Miranda

Organização, Terapia do lar

Em janeiro desse ano, anunciei aqui a VENDA da casa em que moramos e falei da nossa aquisição: a casa o apartamento próprio.

Pois é, 7 meses se passaram, a casa ainda está a venda e nós ainda moramos nela.

A novidade é que estamos bem próximos de nos mudarmos. Dias atrás numa ligação, isso ficou evidente. Era chegada a hora da vistoria do apartamento.

Pode parecer bobo, mas gente, ninguém tem noção da ansiedade, alegria e emoção que tomou conta de mim. Tudo junto e misturado. Data e horário marcado estávamos os três lá: eu, Marido e Benjamin. Ah, a Ana, arquiteta também.

Quando vi Benjamin andando pela área da piscina, quadra de futebol, quase tive uma parada cardíaca causada por forte emoção. Ok, exageros a parte, fiquei bem emocionada. Uma sensação de tarefa sendo cumprida. Porque agora, depois do meu Ben na minha vida, é diferente o sonho da casa própria. É por ele, é para ele.

Ao entrar no apartamento….sei lá, passou um milhão de coisas na minha cabeça – das quais vou registrando por aqui ao longo das próximas semanas. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

24 jun 2013

A festa do Benjamin – 2 anos

por
Gabi Miranda

Festas, Scrap Bossa

Quer saber como foi a festa do Benjamin?

Foi linda!

Contei tudo no site da revista Pais & Filhos. Corre lá pra ver: AQUI!

festa

Minha amiga Bruna e também fotógrafa da festa me perguntou: qual a importância de fazer festa nessa idade do Ben?

Acho que o significado não está na festa em si, mas no fato de reunir a família e os amigos para comemorar à vida. Seja uma festa grande, pequena, apenas um almoço, uma reunião familiar, o que eu quero passar pra ele é a importância de comemorar, festejar, celebrar o que mais temos de precioso: a vida! e tudo o que ela nos proporciona: família, amigos, conquistas.

Eu gosto de festas, então produzir a festa do Ben é um prazer pra mim. Pode ser que nem sempre a gente comemore com uma festa, mas a comemoração de uma forma ou de outra sempre existirá.  Benjamin pode nem lembrar dessa festa daqui alguns anos, talvez hoje ele já nem se lembre mais. No entanto, o registro estará lá, no nosso álbum de família. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

06 jun 2013

Registre sua barriga!

por
Gabi Miranda

Gravidez, Maternidade

Fotografe! Diariamente, semanalmente, mensalmente! Fotografe sua barriga!

Eu tirei várias fotos de quando estava grávida, mas me arrependo muito de não ter feito o registro no mesmo dia de cada mês, em determinado local da casa. Sabe, escolher uma parede, uma posição e todo mês fotografar?!

blog-fotos2

Acho lindo aqueles vídeos de grávidas com a passagem do tempo e o crescimento da barriga.

O meu registro pula o início da gravidez. Acho que porque eu passava tão mal, acabava sem entusiasmo. Na verdade nem me ocorreu fazer esse registro.

Pode parecer que não tem diferença de um mês para o outro, mas depois que você olha as fotos percebe as diferenças.

Mas fiz algumas fotos em casa. Quando estava com 5/6 meses, minha grande amiga e fotógrafa Bruna fez um ensaio nosso no parque…

blog-fotos11

E em casa…

blog-fotos12

Aos 8 meses resolvi investir e fiz num estúdio da Fran Matos. Lembro que estava morrendo de vergonha, mas a Fran nos deixou super à vontades e o resultado foi bem bacana. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

13 maio 2013

Minha primeira festa de Dia das Mães

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Sexta-feira peguei o Benjamin na escolinha e lá vem ele segurando a flor de papel mais linda do mundo (pintada por ele!). Veio falando “oia, mamãe” e não queria me entregar de jeito nenhum. Ele queria pra ele.

foto 1-2

Sábado tive minha primeira festinha de Dia das Mães na escolinha do Ben. Pra quem espera que vou dizer que teve uma apresentação linda de morrer, não se decepcione. Eu não esperava isso, afinal a turminha dele ainda é de pequenininhos para esse tipo de coisas. Todas as mães dessa turminha foram acomodadas na sala de aula deles. Engraçado como todos os pequenos, ao chegar ficaram tímidos, agarrados à barra da saia da mamãe e depois, aos poucos, iam se soltando.

Sentamos em roda com as crianças e foi proposta uma atividade de colagem, algo quase parecido com scrap. Cada mãe e filho ganharam uma cartolina e no chão foram espalhados vários recortes de revista. Eu me surpreendi com a habilidade do Benjamin. Na verdade, me surpreendi com a minha capacidade de subestimar meu filho e, principalmente, a escola. Tudo eu acho que Benjamin ainda é pequeno pra fazer, vide o começo desse texto. E várias vezes me peguei na dúvida sobre o tipo de atividades que a escola propõe a ele. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

18 fev 2013

20 meses e 20 traquinagens

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Benjamin completou sábado um ano e oito meses. É incrível como eles crescem rápido e suas atividades ficam cada vez mais intensas. Num dia eles estão engatinhando e no outro estão se pendurando no parapeito da janela. Também é assustador. É como dizem: passa rápido…mesmo!

Ele fala poucas palavras compreensíveis:  não (sua palavra preferida), João (nome do nosso vizinho), bicicleta, achou, cade, papai, mamãe, vovó, vovô, Rosana (sua tia avó), Gabi (sua mãe), Lola (a tartaruga da escola), dodói, quer, suco, bichinho, peixinho, bolo, bola, gol, olé, pomba, pé, mão…e mais algumas que não me recordo agora.

E bastante palavras incompreensíveis que só a mãe entende: tu (Capitu), bdgfELA (Gabriela), mamin (Benjamin), São Paulo (que é compreensível, mas na cabeça da mãe entra na lista de coisas incompreensíveis),  entre outras.

Mas percebi que passou a aprender com mais facilidade se ensinamos. Nesse final de semana, por exemplo, estava fazendo almoço e ensinei a ele cada uma das comidas que estava preparando: arroz, batata, feijão, carne. Ele repetiu todas. Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

05 fev 2013

Mãe na direção – episódio final

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Daquelas coisas que não deixam a gente esquecer os momentos singulares com nossos filhos, as pessoas especiais que conhecemos…

Esse dia foi excelente!

 

Mãe na direção

compartilhe!

0

comente!