23 dez 2013

A família Bossa Mãe deseja…

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Queridos leitores, fica aqui, nesse singelo post, nosso agradecimento por mais um ano juntos e nossos votos sinceros para que o próximo ano seja:

Cheio de amor, alegrias, sorrisos, gargalhadas, fraldas, mamadeiras, beijos, abraços, carinho, andar descalço, pisar na areia, deitar na grama, banho de mar, de chuva, de rio, de cachoeira,  saúde, prosperidade, passeios no parque, na fazenda, na praia, viagens, música, dança, cinema, filmes, pipoca, desenhos, descanso, trabalho, tranquilidade, coração e mente abertos, solidariedade, humildade, dias de sol, de chuva, pôr do sol, céu cheio de estrelas, avós, família, amigos, comemorações, brindes, festas, otimismo, paciência, generosidade, sabedoria, fé, choro só se for de alegria e emoção, brincadeiras, chocolate, sorvete, piquenique, verão, primavera, sombra e água fresca, pernas pro ar, bom humor, inovação, inspiração, sucesso, criatividade, boas lembranças, esperança, felicidade… desejamos que os dias que estão por vir sejam radiantes e cheios de Bossa!

 Feliz Natal!

Família

compartilhe!

2

comente!

19 dez 2013

O desfralde noturno, cama compartilhada e a independência

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Há dois meses e meio, marido iniciou o desfralde noturno do Benzoca. Digo o marido porque foi iniciativa dele sem eu nem saber. Foi assim: sem nenhum motivo aparente, Benjamin começou a querer dormir na nossa cama. Ele que dorme a noite inteira desde um mês de vida e no berço, do nada começou a acordar de madrugada chorando e pedindo para ir pra nossa.

Algumas vezes ele dormia na nossa cama e em seguida o colocávamos no berço, mas de repente ele começou a acordar de madrugada berrando. Eu e marido para evitar acordar (eu assumo que a culpa é toda dos pais!), passamos a deixar Benjamin dormir conosco.

Quando eu levava Benjamin para dormir, colocava fralda nele normalmente. O que eu não sabia é que marido não estava colocando (e que corria o risco de acordar toda molhada de xixi). Um dia eu descobri! Ele simplesmente começou o desfralde noturno sem me avisar e teve a ousadia de me revelar seu plano: desfraldar Benjamin sozinho e postar um texto aqui no blog contando seu feito. Posso com isso? Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

18 dez 2013

O arquiteto da mudança e uma despedida

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Há meses tenho tentado organizar nossa vida para mudança. Fiquei planejando, tentando destralhar a casa tudo para que na última hora as coisas fossem tranquilas. Mas você pensa que foi tudo como planejei?! Nada!

Na véspera da mudança ainda tinha muita tralha coisa para encaixotar. Ficamos eu e marido até tarde encaixotando e ainda assim não terminamos. Além de tudo, é muito complicado fazer uma mudança com uma criança de dois anos mexendo em tudo, correndo pra lá e pra cá, solicitando os pais a todo instante.

Nossa, como esse período foi cansativo! Eu ainda estou mega cansada, indisposta e com muito sono. Encosto e sou capaz de dormir em segundos.

Surpreendente foi o marido. Antes da mudança ele estava lá todo tranquilo e sossegado, como de fato ele é. Mas no dia da mudança foi ele quem cuidou de tudo so-zi-nho. Terminou de encaixotar as coisas, instruiu lá a empresa de mudança e acreditem: organizou todo o apartamento na medida do possível. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

10 dez 2013

Reflexão sobre apresentações escolares

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Esse post também poderia levar o título: O judoca mais lindo da mamãe. Mas por razões de “vou parar de babar”, optei por um título menos coruja.

Sábado foi a festa de encerramento na escolinha do Benjamin. Teve toda aquela parafernália de apresentação com crianças pequenas fantasiadas, música alta, tias pagando o mico de dançar sozinhas e claro, crianças chorando. O meu foi um deles no início das apresentações. Sei lá, acho que vê um, dois, três chorando, começa a não entender nada e acha que o melhor a fazer é chorar também.

Eu não sei lidar muito com essas situações e sempre, toda vez me pergunto: será que faço certo em mandar o Benjamin? Qual a necessidade de fazer o menino passar por isso? Será que não vai causar trauma?

Gente, eu fico com vontade de arrancar ele de lá e alinhá-lo nos meus braços. Mas isso seria o certo? Não vai parecer o menino mimado que tem a mamãe sempre ao lado para protegê-lo? Mas isso seria proteger? Também não poderia causar algum trauma? Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

04 dez 2013

2 anos e 6 meses – desenvolvimento

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Foi ótimo ter ido à reunião da escolinha. Aliás, sábado, apesar da correria, foi um dia de pequenas e grandes alegrias. Benjamin foi destacado em reunião e eu quase morri de sei lá o quê quando a prô de inglês falou “gostaria de falar em particular só de uma criança, o Benjamin”. Jesuis! O que esse menino no auge de seus dois anos aprontou(?!). Na verdade, quando ela falou isso, logo imaginei o que era.

Eu já disse aqui que Benjamin não falava até completar dois anos. Não é que ele não falava nada! Ele falava, apenas palavras soltas, nomes dos bichos, objetos, etc e coisas incompreensíveis. Também cantava (sabíamos que era uma canção, mas a música já era outra história). Eu sou uma mãe bem realista, não faço parte do grupo de mães que os filhos falam “quhermaskfir” e a mãe entende “quero passear, mamãe”. Ok, talvez me falte imaginação. Mas eram apenas palavras. Recentemente, ele desembestou a falar, formar frases, contar histórias e cantar de forma compreensível.  Agora ele realmente ganhou forma gramatical. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

22 nov 2013

Consulta de rotina

por
Gabi Miranda

Filhos, Saúde

Cinco  meses sem levar Benjamin à pediatra. Hoje ele foi para uma consulta de rotina. A mãe estava toda empolgada. Sempre gostou de levar Benjamin na pediatra, contar as novidades, o desenvolvimento dele, saber quanto ele cresceu, quanto ele engordou, etc. A empolgação hoje era ainda maior, afinal ela tinha muitas novidades pra contar sobre ele:

  • Benjamin não usa mais fralda. Nem pra dormir!!! (Leitores falam: “óooooo, e você nem contou pra gente?!” Calma, contarei em outro post);
  • Benjamin fala muito. Ou melhor, ele não fala, ele tagarela. Feito a mãe;

(a Dra., claro, olha espantada pra mãe como quem diz “é lógico que ele fala, mãe, já estava na hora”)

  • A mãe insiste: Mas Dra. não é simplesmente falar, ele conta histórias, ele canta, ele imagina e põe pra fora essa imaginação, ele sente e põe pra fora também esse sentimento (ele me diz com todas as letrinhas: mamãe, te amo!) Ele me surpreende a todo instante;
  • Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

17 out 2013

2 anos e 4 meses

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Ai os dois anos….Como é deliciosa essa fase. Ok, todas as fases tem suas peculiaridades, suas delícias e são maravilhosas. Mas essa é a fase em que estamos vivendo no momento e tem sido incrível para todos nós. Algumas transformações e vivências que estamos passando, algumas até derretem esse coração de mãe coruja:

  • Benjamin já sabe distinguir medo, frio, calor, se está chovendo, se está sol (e fala que gosta mais de sol!!!), gelado, quente;
  • Aprende todos os dias novas palavras, constrói frases e se interessa pelo significado;
  • Conjuga verbos e nem ficamos em cima para ensinar as regras gramaticais, afinal ele só tem 2 anos. Mas ele conjuga alguns verbos e usa o plural. Também fala errado como toda criança de sua idade, outro dia falou pela primeira vez “eu sabo”. Achamos lindo! Mas nunca mais repetiu…;
  • Pede para fazer xixi, mas já faz sozinho;
  • O desfralde é algo que deu muito certo aqui. Também já não tem mais feito coco nas calças. Até no shopping ele já pediu pra fazer e fez no banheiro;
  • Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

03 set 2013

Conta uma estória, manhê!

por
Gabi Miranda

Uncategorized

O bebê nasce, aí você não vê a hora dele completar 4 ou 6 meses, quando ele já interage mais, brinca, senta, da risada, solta gritinhos, entra na papinha. Depois você não vê a hora que ele comece a engatinhar, andar, completar um ano. Deseja que chegue a hora que ele fale, fale muito. Estamos sempre desejando a fase seguinte. Comigo pelo menos foi assim.

Até que você se dá conta e não deseja acelerar mais nenhum processo porque passa tão rápido, mas tão rápido…. Aí você se pega sentindo falta do dia em que ele nasceu, daquele cheirinho de bebê na casa, aquele chorinho de recém nascido que se transforma em choro de criança manhosa…

Chega um momento, que as fases meio que dão uma pausa. Ele anda, corre, pula, canta, dança, tagarela, faz manha, se joga no chão, vez ou outra te surpreende imitando o Buzz Lightyear. Parece que desacelera o desenvolvimento que até aqui foi tão rápido.

Chega o desfralde e vários aprendizados dele da escola. E um belo dia ele te surpreende com algo que láaaa atrás você já desejou um dia naquele estado nostálgico futurístico de “ai não vejo a hora que meu filho….”.  A lista é infindável e um desses meus desejos do passado (porque agora só desejo que o tempo passe mais devagar) foi atendido recentemente. Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

28 ago 2013

Mãe da Cabeça aos Pés

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Quando conheci o blog da Beatriz Zogaib me identifiquei de cara. Talvez tenha sido um conjunto de semelhanças: sua escrita, a profissão (jornalista), nós duas mães de menino. Mas o que me chamou mesmo a atenção foi o nome do blog: Mãe da Cabeça aos Pés. O que me define muito bem. É assim que me sinto, sou mãe por inteiro, cada partícula do meu corpo, da cabeça aos pés.

Se tem uma experiência legal que os eventos de mamães blogueiras nos proporcionam, é essa de “desvirtualizarmos”. Um belo dia nos conhecemos em um desses eventos e pude falar pra ela pessoalmente o quanto gostava do seu blog e me indentificava.

O Mãe da Cabeça aos Pés passou por uma transformação e ficou ainda mais lindo! A Bia, carinhosamente me convidou para participar da re-estreia de sua coluna Cabeça de Mãe – o que pra mim foi uma honra.

Hoje estou lá falando sobre maternidade, suas preocupações e medos. Clique na imagem abaixo e vai lá dar uma espiada. Estamos esperando. 😉 Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

07 ago 2013

Brincadeiras

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Engraçado que, não sei porque, mas minha relação com o Ben envolve muita brincadeira. Acho que é o jeito dele, só pode! Ele é uma pessoa feliz, de sorriso fácil e natural. Dono de uma gargalhada gostosa de ouvir, que não é nada difícil de aparecer.

Parei para pensar e rapidamente consegui eleger pouco mais de 10 ocasiões que costumam render boas brincadeiras:

  1. Hora de tomar banho: ele leva os brinquedos pra água e tome gargalhada;
  2. Ao acordar: não é sempre, mas tem dia que o sorriso aparece antes mesmo dele abrir os olhinhos;
  3. No almoço: o bocão para estacionar a colher cheia de arroz é uma festa;
  4. Entrar na escolinha: se tiver acordado, nem despede de você direito, já corre para brincar com os amiguinhos;
  5. Ir embora da escolinha: faz a farra lá mesmo, na frente do portão. Pula, grita, abraça, dá beijo, joinha, sorrisos;
  6. Ir à feira: além de sempre ganhar uma banana na barraca, tem o parquinho ao lado. Não precisa nem comentar, né?;
  7. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!