02 ago 2012

Afinal, não dá pra fazer backup da vida…

por
Gabi Miranda

Uncategorized

De repente lembrei: odeio celular de última geração e a frase que eu sempre dizia “nunca vou ter esses aparelhos” – assim como várias coisas que eu dizia que não faria quando fosse mãe, caiu por terra uma semana antes de o Benjamin nascer, quando comprei meu iPhone. E aí esse aparelhinho virou parte da minha vida como o ar que respiro. Nele eu tenho acesso a tudo: internet, e-mail, redes sociais, fotos e vídeos do meu Ben. Carimbo na testa, bum: Rendida!

Aí vem esse negócio de incluir o “9” na frente do seu número de celular. Descubro que tem um app que atualiza todos os contatos. Vou baixar e preciso atualizar o sistema operacional do iPhone. Ok. Nessas horas quem poderá me ajduar?! O maridão. Atualizado. Mas algo estranho aconteceu. No álbum apenas 243 fotos e 1 vídeo. Arquivos até os três meses do Benlindo.

Não vou me preocupar, está tudo no computador. Maridão revira e não acha nada. Na nuvem não tem nada. Perdi tudo. Perdi todos os arquivos de foto e vídeo do celular. Tudinho. Isso significa uma base de mil registros que tinha feito do meu Ben. Uma tristeza somada a outras coisinhas do cotidiano doméstico, toma conta do meu ser. Perguntam-me: você não fez backup??? Não… Mas quem nunca? Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

23 maio 2012

Entre, sente-se, pode ajudar sem pedir licença

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Eu tenho dificuldades em pedir ajuda. Orgulho? Pode ser. Mas penso o seguinte: quem quer ajudar vai lá e faz, não fica só oferecendo ajuda. Por exemplo: se eu não quero lavar a louça na casa de alguém, não pergunto “quer que eu lave?”, nem me manifesto. Agora se eu quero lavar, levanto a bunda da cadeira e começo. Dá pra entender a diferença?!

(vale esclarecer que estou falando de pessoas íntimas, às quais EU acho que não precisaria ter que pedir certas ajudas e sim poder contar com elas espontaneamente)

Quando o filho está pra nascer todo mundo fala que vai ajudar, que se precisar fica com ele enquanto você trabalha, que tudo o que precisar é só falar, blá, blá, blá…quer dizer, você e todo mundo ao redor sabe que vai precisar de ajuda e mesmo assim você precisa falar?! Aí ao menor desentendimento, se prepare… É tipo a lei do retorno. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

26 mar 2012

Reserve um tempo para você e seu marido

por
Gabi Miranda

Casamento, Maternidade

Sabemos que depois do nascimento dos filhos fica complicado arrumar um tempo para o casal, mas isso é algo tão importante quanto respirar. Se não cuidamos da relação, ela desanda e sabemos onde vai parar. A chegada dos filhos altera toda a vida de casal. Deixamos de ser dois para sermos três (às vezes quatro…), sendo que a terceira pessoa exige de nós necessidades completamente diferentes, principalmente, rotina.

Acho que fica mais difícil o casal sair quando o filho ainda é um bebê. Ok, mais difícil pra mãe que fica pensando mil e uma coisas, além da culpa que sente em deixá-lo para ir se divertir. A primeira vez que eu e o Marido saímos, o Ben tinha um pouco mais de três meses. Deixamos tudo pronto e tínhamos três horas para voltar, ele ainda mamava no peito e eu fazia questão de cumprir isso. Bem antes do tempo estimado, Benjamin que não é de chorar, abriu o berreiro. Fizemos o caminho da festa até minha casa, ligando a cada um minuto e meio pra minha mãe – que estava cuidando dele. Ai foi horrível, do celular eu ouvia o choro dele e me sentia a PIOR mãe do mundo. Depois desse episódio traumatizante não saímos mais. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

18 mar 2012

Como não falar “NÃO”?

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Sou contra falar a palavra “não” para crianças. Acho que essa palavra assusta e não inibe em nada a criança a fazer determinada coisa, muito pelo contrário, quanto mais você fala “não“, mais ela quer puxar aquele fio, colocar o dedinho naquela tomada, levar o objeto à boca. Ela sabe que você não quer que ela faça aquilo, porque a criança te olha com uma carinha de sapeca como quem pensa “vou por a mão ali só pra ver o que vai acontecer“.

Lembro de ter lido uma vez na biblioteca da faculdade, parte de um livro de psicologia que falava sobre a importância de deixar de falar “não” às crianças. Já faz muito tempo isso e nem me lembro exatamente a explicação. O “não” tem sentido negativo e ao invés de repelir as ações “proibidas” acaba causando (inconscientemente) marcas no comportamento do indivíduo.

E aí entra um método que eu pensei ser super fácil: ao invés de falarmos repetidas vezes “não”, “NÃO”, nããããão”, podemos dizer de forma diferente que determinada ação não pode ser feita. Exemplo 1: a criança vai colocar o dedo na tomada, você pode dizer: “filho, se colocar a mão aí vai levar um choque“. Exemplo 2: colocando objeto na boca “esse objeto está sujo e contém germes, vai dar dor de barriga“. Exemplo 3: puxando o cabelo do coleguinha “assim é feio, faça carinho no seu colega”. Blá, blá, blá… Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

04 jan 2012

Este ano meu filho vai…

por
Gabi Miranda

Desenvolvimento, Filhos

A revista Crescer de janeiro tem tudo a ver com o post de ontem. A matéria de capa “Este ano seu filho vai…” me fez pirar ao pensar que este ano meu filho vai engatinhar, andar, falar…gente, é muita conquista para um pingo de gente. Fiquei mega empolgada com a matéria que traz 15 desafios do desenvolvimento do seu filho e como lidar com cada um deles. O primordial toda mãe já sabe: ter paciência e respeitar os limites do seu filho. Estimular é importante, mas não podemos esquecer que tudo tem seu tempo certo.

Uma grande amiga comentou comigo hoje que leu o post e afirmou sofrer pelo contrário, sente falta do tempo que já passou. Saudade. Eu tenho que confessar, sofro dos dois: ansiedade (que consegui driblar bastante na gestação) e saudade. Ao mesmo tempo em que quero ver Benjamin dar os primeiros passos, já sinto uma saudade imensa dessa fase que ele está agora. Acho mãe um bicho meio pirado mesmo! Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

Página 23 de 23Primeira...181920212223