21 maio 2013

A segunda-feira começou em clima de festa

por
Gabi Miranda

Festas, Scrap Bossa

Está chegando o aniversário de 2 aninhos do meu pequeno Benjamin. Nessa mesma época do ano passado, as coisas estavam todas encaminhadas. Esse ano está bem diferente, comecei a pensar na festa já faz algum tempo, mas aí larguei mão e semana passada comecei a produzir os convites. Eu havia pedido uma sugestão de modelos para a Prof. de Scrap, a Rosalina e ela me trouxe esses quatro modelos aqui. Na dúvida e porque tinha um pouco de papel sobrando em casa, produzi esses dois modelos que gostei mais.

clima de festa

Uma belezura, né?! Esse modelo com envelope é possível encontrar na internet  para ocasiões diversas, inclusive para casamento.

clima de festa

 

foto 3_

Mas aí fiquei meio brochada (muita coisa pra fazer pra pouco tempo), parei a produção e pedi ao marido para produzir um convite digital, nesses tempos de correria fica mais fácil enviar por e-mail para as pessoas. O resultado foi esse aqui ó:

clima de festa

O legal de enviar por e-mail é que dá para você escrever um recadinho bem pessoal para o convidado e todos respondem com elogios e confirmação de presença.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

14 maio 2013

Você já levou seu filho ao Odontopediatra?

por
Gabi Miranda

Uncategorized

É essencial fazer acompanhamento com um odontopediatra desde cedo para cuidar da saúde bucal dos pequenos. Eu nunca levei Benjamin e descobri que os bebês, assim que nascem seus dentes, devem fazer acompanhamento a cada três meses.

Para evitar cáries usamos pasta dental com flúor, mas as crianças não podem usar creme dental com esse componente. E sabe por que? Porque quanto mais engolem flúor, mais risco correm de ter fluorose – um distúrbio que ocorre na formação dos dentes permanentes causado pela ingestão excessiva de flúor na infância. A fluorose faz com que os dentes permanentes nasçam com manchas brancas e opacas, é um problema de formação e não nasce apenas um dente assim, são vários.

Como nossos pequenos não sabem cuspir, eles ingerem o creme dental e o período de maior risco para o desenvolvimento de fluorose é justamente na primeira infância. Por isso a importância de usar um creme dental sem flúor até os 4 anos de idade. Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

tags: , ,

09 maio 2013

Alimentação – Porque tem coisas que #sómãe faz

por
Gabi Miranda

Alimentação

Quem acompanha o blog sabe que eu sou encanada com a alimentação do Benjamin. Eu não tenho e nunca tive uma alimentação saudável, mas prezo pela alimentação do meu filho.

Uma das coisas que o meu trabalho me proporciona é a oportunidade de participar de eventos interessantes. Os que mais gosto sempre são aqueles cujo assunto possa ampliar meus horizontes. Sempre aprendo em todos. Quando o assunto é alimentação e saúde me pego pensando o quanto nós mães e pais sabemos tão pouco sobre o que é ou não saudável para nossos pequenos.

E quem acompanha a fan Page do Bossa Mãe sabe que nos últimos dias a minha paranoia sobre alimentação voltou a me atazanar (a história do Benjamin não comer certos alimentos antes de dois anos).

Hoje estivemos no evento da Ninho Fases. O assunto abordado não poderia ter vindo em tão boa hora: a formação da flora intestinal do bebê. O Dr. Aderson Damião, gastroenterologista, confirmou o que já ouvi outras vezes. A formação da flora intestinal se estabelece nos primeiros dois anos de vida, portanto, as escolhas alimentares nesse período são determinantes e podem trazer consequências para a vida toda.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

30 abr 2013

Livro: A criança mais feliz do pedaço

por
Gabi Miranda

Livros

A criança mais feliz do pedaço

‘A criança mais feliz do pedaço’

Enfim, terminei de ler meu primeiro livro materno do ano: A criança mais feliz do pedaço, do professor de pediatria Harvey Karp. Eu simplesmente amei e indico muito esse livro. De todos que li até agora sobre como educar e lidar com as birras, esse é o que mais dá dicas práticas e reais de serem aplicadas.

O livro fala sobre os fundamentos da relação criança e pais; a importância de se conectar com respeito com as crianças, traz um capítulo inteiro sobre a comunicação mais usual com as crianças – o autor define como Criancês, mas é muito conhecida como Manhês. E foi nesse capítulo que me deparei com a maior dificuldade que tive no início da minha relação com o Benjamin, falei sobre isso AQUI.

O autor apresenta uma regra de ouro para comunicação, ele define como: Fast-food. O método da regra é basicamente: “sempre que falar com alguém que esteja pertubado, repita os sentimentos dessa pessoa primeiro, antes de dar seu conselho ou de fazer um comentário”. Os pontos principais da regra Fast-food são: Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

16 abr 2013

Dicas simples para mamães de primeira viagem

por
Gabi Miranda

Maternidade

Veja algumas da minhas dicas simples para mamães de primeira viagem

Todo ano nessa mesma época maridão viaja a trabalho e consequentemente, fico sozinha com o Benzoca. Ano passado contei a experiência AQUI. Esse ano não fiquei tão ansiosa, nem lembrava desse meu medo do meu Ben acordar de madrugada (e adivinhem… Na primeira noite, de domingo para segunda, às 3:45 ouço uns gemidos, acordei e pensei “não é possível que Benjamin vai fazer isso comigo!!!” Ele SEMPRE dorme a noite inteira, quando estou sozinha ele resolve se rebelar. Mas ele continuou dormindo, ufa…).

No domingo achei estranho a ausência do marido. Todos os dias sem ele tem sido meio esquisito, a casa fica silenciosa. Embora o molequinho que aqui está ao meu lado nesse momento, não para um minuto sequer e não desliga o aparelho de som – ele realmente veio para enfeitar a minha vida. Mas dessa vez estou achando mais tranquilo e acho que se deve a experiência adquirida nesses quase dois anos de vida do Benzoca.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

11 abr 2013

Conhecendo personagens infantis

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Eu sou tipo mãe alienada, não sei nada sobre personagens infantis. Pra você ter uma ideia, toda vez que Benjamin chegava próximo a geladeira da nossa casa, falava e apontava para o “hulio, hulio, hulio”. Ele me olhava com uma cara de “essa minha mãe não sabe de nada”. E não sei mesmo. A nossa geladeira é cheia de fotos de pessoas queridas e nenhuma delas chama-se Júlio. Eu ia lá saber o que significava o tal “hulio”. Pois bem caros leitores, o “hulio” que meu filho se referia é esse aqui:

Imagem do Google

Imagem do Google

Dois personagens que não simpatizo e, esses conheço, é a dupla Patati e Patatá. Não me condenem, mas não gosto de palhaços, gente. O único palhaço por quem tive uma simpatia na vida foi pelo palhaço do circo Tihany. Em casa não tem nada do Patati e Patatá, exceto um kit de artes que Benjamin ganhou em seu aniversário de um ano e abri recentemente porque agora ele tem interesse por pintar. Assim que abri, o pequeno Benjamin começa: “tati tataaa”. Filhos aprendem mesmo um monte de porcaria fora de casa. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

09 abr 2013

A biblioteca do Benzoca

por
Gabi Miranda

Livros, Livros infantis

Eu amo livros. E de uns tempos pra cá comecei a comprar mais – não que a condição financeira favoreça isso, mas chega uma hora que livros passam a ser um item de primeira necessidade para os amantes da leitura. Gosto do livro físico, nada desse negócio de ler no iPad. Amo cheiro de livros. É quase um vício. Seja velho ou novo.

Um dos meus desejos de mãe é Benjamin gostar de livros tanto quanto eu gosto. E aí me bate uma saudade infinita do meu avô paterno, que amava livros como ninguém. E que curtiria muito esse seu bisneto.

Desde bebê comecei a montar a biblioteca do Benzoca. Deixo alguns livros acessíveis para ele na sala e outros guardados em seu guarda-roupa (até mudarmos para o apartamento e compramos um móvel para colocar todos os seus livros).

blog-fotos6

blog-fotos5

Sempre tentei contar história para ele antes de dormir, mas o menino fica ainda mais aceso. A concentração dele também dura 3,2,1 segundo. Ele demonstra interesse, mas logo sai para fazer outra coisa. Muitas vezes ele também pega um de seus livros, deita de bruços, folheia e aponta para as imagens. Em outros momentos ele traz o livro para nos mostrar algo ou para que contemos a história para ele – que ouve por 3,2,1 segundo. Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

08 abr 2013

Pequeno Príncipe Completa 70 anos

por
Gabi Miranda

Livros

Todo mundo conhece a história do Pequeno Príncipe que vivia no planeta e um belo dia resolveu explorar o mundo. Em cada lugar por onde passava ele se depara com sentimentos: amor, amizades, diferenças, solidão, egoísmo e perda. Criada em 1943 pelo francês Antoine de Saint-Exupéry, a obra completou sábado (06/04), 70 anos e continua tocando corações.

Tenho dois exemplares do referido livro. Um foi presente da minha grande amiga Bruna, outro foi presente do marido – uma edição bem antiga que era dele. Benjamin tem um exemplar em espanhol, o seu primeiro, que compramos em Buenos Aires. Nossa ideia é comprarmos um exemplar a cada viagem diferente que fizermos com Benzoca, montar uma coleção especial para ele, além de ser um método para inspirá-lo a conhecer outras línguas.

Não só em minha opinião, mas de vários profissionais, esse é livro obrigatório para as crianças e, claro, para adultos também – afinal fala também da relação da criança com o adulto. O livro fala de tantas coisas complexas de forma simples e cheio de simbologia, nos faz refletir, mesmo que seja em cima de nossas crises existenciais. Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

05 abr 2013

Coleção Música Clássica para Crianças

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Benjamin adora música! Em sua discoteca encontram-se: Palavra Cantada, Toquinho, Chico Buarque, Bia Bedran, e claro, não podia ser diferente, a famosa Galinha Pintadinha. O curioso é que meu Ben gosta de música clássica. Ele conheceu “Uma pequena serenata noturna”, Mozart, através do DVD Palavra Cantada. Foi seu primeiro contato com música clássica e se encantou.

blog-fotos7

O marido começou apresentar vídeos do youtube para nosso Ben. Então ele conheceu a música de Strauss, regida pelo maestro Karajan, e se encantou mais ainda. Até ensaia os trejeito desse maestro, colocando a batuta embaixo do braço para aplaudir.

Eis que a Folha de S. Paulo lançou a Coleção Folha Música Clássica para Crianças. Uma coletânea que vale super a pena colecionar, tanto pela música, quanto pela literatura. Explico: cada volume vem acompanhado de um livro e um CD. O livro conta através de duas notas musicais, os irmãos Dó e Mi, a biografia do músico. Eles viajam, literalmente, pelo mundo da música clássica. Com uma linguagem infantil adorável, lúdica e interativa, eles convidam o pequeno leitor a fazer o mesmo. E nós pais, acreditem, viajamos também. Ao final de cada livro você encontra atividades para serem desenvolvidas com as crianças e o CD com as músicas do artista citado. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

08 mar 2013

Bolo de caneca

por
Gabi Miranda

Receitas, Terapia do lar

Uma vez por semana tem bolo no cardápio do lanche da escolinha. Minha sogra, para ajudar a minha vida, meu deu essa caneca linda (geralmente, não gosto de ganhar nada pra cozinha. Vamos combinar que utensílio para cozinha é presente para casa, mas essa caneca eu amei)!

image

Na própria caneca já tem a receita de bolo de chocolate. Essa semana fui testar, mas não coloquei chocolate (meu Ben não come ainda). A receita indica colocar todos os ingredientes direto na caneca e mexer ali mesmo.

image

A massa ficou linda e até saborosa. Levei ao micro-ondas por 3 minutos, conforme indicava a receita. E ficou assim….

image

“Desencanequei”….

image

Ficou apresentável, né? Mas ficou horrível! Ficou parecendo uma borracha, aquelas comidas falsas de mesa do café da manhã das novelas….

Experimentei e tinha gosto de massa de panqueca só que borrachuda. Não tive coragem de mandar um pedaço desse troço para o Ben.

Credito esse resultado a dois possíveis fatores: ou porque eu coloquei menos óleo do que a receita indicava e também não coloquei chocolate. Ou porque não tenho aptidão nenhuma para fazer bolos. Será esse atestado do meu fracasso com os bolos? Sinal para desistir?!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!