15 jan 2013

Você compraria uma boneca para seu filho?

por
Gabi Miranda

Uncategorized

A minha primeira reação para essa pergunta é hesitar um instante, seguindo a resposta: não, eu não compraria! Se eu pensar mais um pouco, a resposta é diferente: depende. Vamos combinar que é uma pergunta desconsertante (?!).

Essa discussão já é antiga, mas sempre rende novos pontos de vista para reflexão. Semana passada foi nosso assunto lá no TDM.

Marido diz que sou totalmente feminista. No dicionário, feminismo: 1. Sistema dos que preconizam a igualdade dos direitos da mulher e do homem; 2. Presença de caracteres femininos nos machos.
No Wikipédia: “Feminismo é um movimento social, filosófico e político que tem como meta direitos iguais e uma vivência humana liberta de padrões opressores baseados em normas de gênero. Envolve diversos movimentos, teorias e filosofias advogando pela igualdade para homens e mulheres e a campanha pelos direitos das mulheres e seus interesses”.

Então, se ser feminista significa ser contra a tudo que é imposto para mulher como se fosse obrigação só dela, ok, assumo, sou feminista! Não gosto desse mercado infantil que contribui para o desenvolvimento de padrões impostos pela sociedade. Bonecas, panelinhas, fogão, geladeira, tábua e ferro de passar (etc), são para meninas. Carros, super heróis, armas (etc), são para meninos. Conclusão: meninas cuidam dos filhos e da casa. Homens são machos que trabalham fora, defendem a família. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

14 jan 2013

Férias para a mamãe

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Hoje Benjamin iniciou uma nova fase. Marido voltou ao trabalho, aproveitei e mandei meu Ben para a escolinha. Parece falta de apego?! É eu queria um tempo só pra mim, sem marido, sem filho.

Organizei tudo para seu retorno ontem: mochila, lancheira, roupa. Chegou uma época do berçário em que eu não aguentava mais arrumar a bolsa dele, muito menos escrever (e olhar) na agenda. Mas desde quando soubemos que Benjamin começaria educação infantil, fiquei entusiasmada para arrumar a mochila e, principalmente, a lancheira.

Compramos tudo agora nas férias. O uniforme que consiste em bermuda/calça azul e camiseta branca. A mochila demorei para achar, não queria de tema (e isso você encontra em qualquer loja, impressionante, para todos os gostos: Carros, Galinha Pintadinha, Madagascar, Homem Aranha, Barbie, Toy Story…uma infinidade!). Como Benjamin ainda não se liga nessas coisas, optei por algo de mais qualidade, espaço e neutro (que não desse margem para o consumismo). Adorei a mochila porque além de preencher todos os requisitos que eu buscava, ela é bem bonita (a carinha ficou por nossa conta, é aquele cartão de identificação, atrás tem espaço para dados da criança). Olha só, coube tudo o que ele precisava levar: Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

31 dez 2012

Retrospectiva 2012 Bossa Mãe

por
Gabi Miranda

Uncategorized

compartilhe!

0

comente!

28 dez 2012

A vida precisa de sonho, magia e encanto

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Ontem levamos Benzoca no circo Tihany. Há anos eu não ia ao circo. A última vez, se não me engano, tinha sido na infância quando o Sergio Malandro tinha um circo (alguém lembra disso?). Ele fez uma temporada lá perto de casa e nós não fomos só uma vez, mas algumas vezes. Na época o circo ainda tinha uma espécie de picadeiro. Os palhaços não tinham graça (na verdade, eu nunca gostei de palhaço). E traziam os pobres animais para impressionar o respeitável público.

O circo Tihany não tinha um picadeiro e sim um palco. Um palhaço cheio de bossa, cheio de carisma. E apenas um cachorro lindo estilo Priscila da TV Colosso e pombas brancas. O circo virou um show, um espetáculo (lindo, por sinal!)!!!! Intitulado “Abrakadabra”, Tihany é um show de um pouco mais de duas horas de mágicas, acrobacias, danças, contorcionismos, luzes, cores, ilusionismos, interação com o público, muita vibração e humor. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

18 dez 2012

Neste Natal…DIY (Do it Yourself = faça você mesmo)

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Amo presentear! Mas chega final de ano se você for presentear todos da sua lista (isso significa: familiares, amigos, colegas de trabalho e professoras dos filhos), esquece! Além do 13º, vai embora o salário do mês, das férias e ainda ficam dívidas para o próximo ano. Tô fora! Esse ano as coisas aqui em casa estão sendo bem diferentes.

Já faz algum tempo adotei a febre do faça você mesmo.  É Páscoa, dias das avós, dias das mães, nasceu o filho de amiga, lá vou eu preparar uma lembrancinha. E não está sendo diferente nesse fim de ano.

De certa forma isso freia o consumo nessas datas comemorativas. Um presentinho aqui outro acolá e quando você vê já gastou todo o 13º. Desde que Benjamin nasceu tenho refletido muito sobre o consumo. Eu sempre fui consumista, confesso. Sempre adorei fazer compras. Houve um tempo em que eu comprava um par de sapatos por mês! Absurdo!!! Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

07 dez 2012

Utilidade pública – A trava para privada

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Outro dia compartilhei na fan page do Bossa Mãe a descoberta do Benzoca: a Sra. Privada. Comentei que outro dia levei um susto ao encontrá-lo mergulhando uma peça de roupa dentro dela. Brincava na maior inocência, como se fosse um balde de água. Além de não ser nada higiênica, a privada é um dos fatores de graves acidentes domésticos.

As mamães que estavam de plantão logo alertaram: toma cuidado, a criança desequilibra e pode cair de cabeça dentro da privada, já encontraram bebê afogado dessa maneira. O negócio é mais sério do que pensei.

Estávamos deixando a porta do banheiro fechada, mas fiquei tão encanada com as notícias que fui à busca de uma solução mais eficaz: trava de privada. Combinei que faria um teste. Compramos o produto, mas adivinhem….

…não é tão funcional e genial quanto pensei. Ele é preso com fita dupla face e fica desgrudando. Não durou um dia no vaso.

DSCN3593

 

Maridão falou que a culpa foi minha que quando fui usar o vaso, não soube abrir a trava e desgrudei a parte superior, que precisava secar por mais tempo. Mas uma desgrudadinha do nada já fez a cola inteira sair do negócio?! Não grudou depois de jeito nenhum. Enfim, não passou no meu teste de qualidade. Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

tags:

04 dez 2012

Coração de Pai

por
Gabi Miranda

Livros

Martha Medeiros, em seu texto “Pequenas Felicidades”, diz: “Livro. Encantar-se com um autor que você não conhecia.” Em tempo (antes de o ano terminar), me encantei pelo jornalista José Ruy Gandra, pai dos meninos Paulo e Pedro.

O nome do livro já diz tudo. Esse é realmente um livro escrito com o coração. O coração de um pai. É repleto de sensibilidade, sentimento, histórias, emoção… Nele, Zé Ruy narra a relação profunda entre pai e filhos, irmãos, avô.

Enquanto nós mães tentamos descobrir táticas para o desfralde, só um pai é capaz de resolver o problema com “amiguinhos de chumbo”. Só um pai é capaz de ensinar valores como generosidade, lealdade e coragem com Heitor – o príncipe herdeiro de Tróia, sendo o pano de fundo. Só um pai para encarar com muito bom humor a puberdade, afinal tudo passa depois do primeiro “pelão preto”. Foi como disse Patrícia Poeta, “mesmo ao criar filhos, homens lidam com seus erros e acertos da única maneira que sabem: como homens”. Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

29 nov 2012

Que tal descobrir formas de conduzir um blog bem sucedido?

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Caros leitores,

Esse não é um post pago, embora eu tenha chorado um desconto, trata-se de uma divulgação espontânea.

A Revista IMPRENSA promove, há mais de 10 anos, o projeto Oficinas IMPRENSA de Jornalismo & Comunicação, que oferece cursos rápidos em diversas áreas de atuação no setor de comunicação. Uma das próximas oficinas é a de Produção de Conteúdo para Blogs, agendada para 11 de dezembro de 2012. Nela, os inscritos participarão de um debate sobre as ideias e ferramentas que auxiliam os blogueiros a atrair e fidelizar audiência e sobre formas éticas e eficientes de se obter algum retorno financeiro com o projeto do blog.  A oficina é voltada a blogueiros engajados, independente de terem ou não uma formação em área ligada à comunicação. Quem conduz a oficina é Guilherme Barros e Rodrigo Stocco. Guilherme é jornalista e autor de um dos blogs mais influentes sobre economia. Já Rodrigo comanda, com sua irmã, a rede de franquias My Gloss (que teve um início peculiar: como um blog – e hoje detém uma das maiores fanpages de franquias do Brasil, com 1 milhão de fãs). Clique aqui e saiba mais sobre a oficina. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

tags: ,

28 nov 2012

Tchau, chupeta II – Nota da mãe

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Recebi vários pitacos sobre o processo de tirar a chupeta do Benzoca. Algumas pessoas falavam que era cedo demais, outras achavam que estava no tempo certo. Na minha opinião, o ideal mesmo é a criança largar a chupeta sozinha. Se isso não acontecer até um ano e meio do bebê, esse é o período certo para iniciar a separação chupeta x bebê. Mas é importante identificar os sinais de que seu filho esteja pronto para largar a chupeta.

No caso do meu Ben, percebia que ele não ligava muito para tal acessório. Só lembrava dela quando a gente oferecia. Então, em casa durante o dia, sempre deixamos a chupeta guardada. Já no berçário a história era diferente, eu entregava ele com a chupeta na bolsa e toda vez que ia buscá-lo, ele estava com a chupeta na boca. Quanto mais o bebê usar, mais viciado ele fica. Além do que, o uso da chupeta implica no desenvolvimento da fala da criança e na formação dos dentes. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

tags:

22 nov 2012

Quadro de recordação

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Eu podia ter mandado fazer, mas quis eu mesma cuidar dessa recordação para o meu filho. Podia ser em formato de livro, mas eu quis em formato de quadro (propositalmente, para Benzoca ver todos os dias).

No aniversário do Benjamin, pedi para os convidados escreverem recados em cartões em branco (tipo de visita). O resultado não podia ter sido melhor, vários desenhos e recadinhos super inusitados, bem-humorados, muitos mencionavam o sorriso do meu Ben, votos de felicidades e de escolha de um time de verdade, tipo Corinthians (obviamente), mas também de devaneios como “torça para o São Paulo, só o Vasco presta”, etc.

Arrumei tudo em papel de scrap e só há dois meses tomei vergonha na cara e mandei emoldurar os recadinhos. Colocamos na parede do quarto do Benzoca. Não tem uma vez que passo por ele sem ler alguma mensagem. E não tem uma vez que não me emociono diante de tanta positividade. Às vezes, na hora de dormir, ao invés de ler alguma história para o Benjamin, eu leio os recados. Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!