10 out 2012

Buenos Aires para todos (Parte 2 – Fim dessa, mas o começo de várias outras aventuras)

por
Gabi Miranda

Maternidade, Viagem

Então, vamos aos lugares que conhecemos em Buenos Aires…

1º dia: fizemos o reconhecimento territorial do bairro em que ficamos, almoçamos no restaurante Brasas Argentinas, caminhamos e quando demos conta estávamos na Plaza de Mayo, em frente à casa Rosada, a catedral, o Banco de La Nacion. Dali fomos até o Obelisco, a Calle Florida (florida de flor e não Flórida de geografia – piada interna). Voltamos caminhando para o hotel, foi quando passamos por San Telmo.

2º dia: pela manhã fizemos o city tour incluso no pacote, então andamos em todo o centro que já havíamos passado (só que dessa vez debaixo da chuva) e passamos por Palermo, La Boca, conhecemos o estádio La Bombonera, fomos em Caminito.

Os Smurfs vulgo Los Pitufos, na Argentina

À tarde fomos até o El Ateneo Grand Splendid – um lugar que já foi teatro, depois virou cinema e que agora é uma livraria lindíssima, a mais linda do mundo! e ponto turístico de Buenos Aires.  Eu me deparei com essa livraria na Calle Florida e me decepcionei pensando que não era o que eu havia pesquisado. O marido entrou lá e se informou. Aquela era a matriz da livraria. Em 2000 a Grand Splendid foi comprada por uma rede de livrarias. Mas a história do local começa bem antes disso, em 1919, quando o austríaco Max Glücksmann construiu o teatro que se tornou uma grande casa de espetáculos de tango até 1926 quando virou um cinema e permaneceu assim por uns 70 anos. Por lá passaram grandes artistas do tango como Carlos Gardel, Ignacio Corsini e Roberto Firpo. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

07 out 2012

Leia para uma criança

por
Gabi Miranda

Livros

Começou no dia 03/10 a campanha da Fundação Itaú Social de incentivo à leitura para crianças. Você pode receber gratuitamente três volumes da Coleção Itaú para ler para seus filhos, sobrinhos, alunos ou para as crianças de uma instituição que você ajuda.

Os títulos são:

‘Poesia na varanda”, de Sônia Junqueira, Editora Autêntica.
“Lino”, de André Neves, Editora Callis.
“O ratinho, o morango vermelho maduro e o grande urso esfomeado”, de Don e Audrey Wood, Editora Brinque-Book)

Essa iniciativa faz parte do programa Itaú Criança, que integra ações para melhorar a educação e oferecerá gratuitamente 7 milhões dos livros citados. Para receber seus exemplares basta realizar o cadastro no site do programa.

Eu já solicitei a minha coleção. Faça sua escolha e contribua para um mundo melhor: leia para uma criança! Participe você também.

“Ler para uma criança é um gesto simples e muito importante. Por meio dele, contribuímos para a educação, a cultura e o lazer das crianças e ajudamos a mudar para melhor o futuro do Brasil.”

compartilhe!

1

comente!

05 out 2012

Receitinha para o final de semana: torta de palmito

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Torta cremosa de palmito

Recheio
1 cebola média picada
1 tomate médio picado, sem sementes
1 vidro de palmito picado
1 cubo de caldo de legumes
1 xícara de água fervente
4 colheres de sopa de amido de milho (tipo maisena)
1 xícara de leite
1 colher de sopa de salsinha picada

Massa
1 xícara de amido de milho
1 xícara de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
200 gr de margarina culinária (Sugestão: a maca que usei foi a AMÉLIA)
1 ovo
1 colher de sopa de margarina

Para enfarinhar: farinha de trigo a gosto
Para pincelar: gema batida

Modo de preparo
Pré-aqueça o forno em temperatura média (180°C)
Em uma tigela, coloque o amido de milho (maisena), a farinha, o fermento, a margarina culinária e o ovo. Amasse delicadamente com a ponta dos dedos até que a massa solte nas mãos. Divida a massa em três partes. Enfarinhe uma superfície seca, coloque duas partes de massa e utilize um rolo para abri-la na espessura de 0,5cm. Coloque sobre uma forma desmontável média e forre o fundo e a lateral, pressionando com os dedos. Faça furos na massa com um garfo e leve ao forno por 15 minutos ou até dourar levemente. Reserve. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

tags: ,

20 set 2012

15 meses e as (temidas) vacinas

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Todo mundo me falava que seria dolorido levar meu Ben para tomar vacina. Eu já imaginava que seria, pela dificuldade que eu tenho com agulhas. Sabe aquele filme “Jogos Mortais”?! Acho que é no dois que tem um momento em que a menina se joga num buraco onde tem várias seringas com agulhas. Então, nunca mais assisti nenhum filme da série.

Eu tenho um pavor imensurável. Não sei de onde veio. Não desmaio, não faço escândalo, só suo bastante, de escorrer pelo braço e pernas, tenho caganeira que começa no dia anterior à agulhada (se estiver marcado) e termina após a dita cuja. (Ok, não me lembro mais de ter tido esses sintomas após o nascimento do meu Ben. E olha que dia desses fui fazer exame de sangue e sozinha!)

Todo mundo falava que na gestação eu tomaria muitas agulhadas. Eu me programei para engravidar do Benjamin. Os planos eram para 2011. Tomei último mês de pílula em julho/2010. Teria uns 6 meses para me preparar psicologicamente para as tais agulhadas, tempo que meu médico disse que levaria para engravidar – já que eu tomava remédio há anos.  Mas aí veio a primeira lição da vida materna: as coisas não são do jeito que a gente programa. Setembro de 2010 estávamos grávidos! Isso me assustou imensamente e fui parar na terapia. Precisava exorcizar meu pânico de agulhas. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

17 set 2012

Sorteio: Livro – A maternidade e o encontro com a própria sombra

por
Gabi Miranda

Livros, Puericultura

Na gestação somos abduzidas por tanta informação de enxoval, decoração, o que levar e como montar a bolsa para maternidade… Tantos livros indicados sobre primeiros cuidados com o bebê, como amamentar, dicas para fazer o bebê dormir, 101 coisas do que não fazer para não deixar a cria mal acostumada… Tantos cursos de gestante que também só fazem falar sobre os primeiros cuidados: banho, higiene, como dar de mamar… blá, blá, blá. Junta o fato de ser mãe de primeira viagem + hormônios descontrolados, não sabemos distinguir o que de fato é importante.

Curso de gestante, por exemplo, na minha opinião – eu que nunca tinha segurado um bebê recém-nascido, muito menos trocado fralda – é totalmente dispensável, dinheiro jogado fora! Não fiz, não me arrependo, se me perguntam eu respondo “não faça”. Se tivesse feito, com certeza, faria parte da lista “coisas que me arrependo da gestação”. Devia existir aqui no Brasil um trabalho como o da autora do livro,  Laura Gutman – o grupo Crianza. E os “fornecedores” desses cursos de gestante deviam ter vergonha por oferecer e cobrar por um serviço como esse, que deveria ser no mínimo gratuitamente obrigatório em maternidades (aliás, se ninguém te contou, após o nascimento, a enfermeira te ensina dar banho, trocar e dar de mamar).
Clique e continue lendo!

compartilhe!

14

comente!

tags: , ,

14 set 2012

Livro: Buenos Aires com crianças

por
Gabi Miranda

Livros, Viagem

Esse livro não podia ter caído em minhas mãos em tão boa hora. Em outubro, vamos fazer nossa primeira viagem em família (eu+marido+benjamin). O destino: Buenos Aires.

Eu e marido adoramos viajar. Nem que seja uma ida pra o Rio de Janeiro. Gostamos do processo de programar, arrumar as malas e sair rumo ao destino. Para essa viagem, dois fatores foram decisivos: 1. financeiro, a gente não podia gastar muito porque estamos com a renda toda comprometida com a entrega do apartamento (prevista para primeiro semestre de 2013); 2. tinha que ser um lugar onde as crianças são bem-vindas.

“Buenos Aires com crianças – aventurinhas na terra do dulce de leche” afirma que sim, as crianças são super bem-vindas na capital argentina! O livro é um guia produzido por Fernanda Paraguassu, mãe de dois, que morou com a família durante dois anos em Buenos Aires. Nele, ela reúne dicas especiais de praças, parques, restaurantes, lojas, livrarias, museus, teatros, brinquedoteca, lugares pra lá de interessantes que ela testou e que não podem deixar de ser visitados com (ou sem) as crianças. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

tags: , ,

13 set 2012

Das coisas que me arrependo durante a gravidez

por
Gabi Miranda

Desabafo, Gravidez, Maternidade

De ter chorado os três primeiros meses inteiros e principalmente de ter desejado não estar grávida. Tudo porque no início eu não estava vendo graça em ser grávida, não eram as mil maravilhas que pensei que seriam, porque eu acordava passando mal e ia dormir passando mal. E vomitava tudo o que colocava pra dentro, por onde passava.

De não comer verduras. Eu nunca comi (e continuo sem comer) qualquer verde que seja. Não gosto, tenho aflição, não acho saboroso (e não preciso experimentar pra saber que não gosto e pronto). Quando engravidei o que mais ouvi foi “agora tem que comer verduras”. No início me esforcei, mas como passava mal pra caramba, as tentativas não tiveram sucesso. Com 7 meses e pouco de gestação entrei em paranoia. Achava que Benjamin teria algum problema e se tivesse a culpa era minha por não comer verduras. Foi um período horrível emocionalmente, pois imaginava coisas horríveis que podiam acontecer com Benjamin. Pensava a todo instante que se eu sou o que como, meu filho também seria e ele não comeria verduras porque ao invés de enviar esse tipo de alimento pra ele, eu enviava batatas fritas. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

06 set 2012

E quando chega a segunda gravidez

por
Gabi Miranda

Livros, Puericultura

Preciso contar uma novidade para vocês…..

Fala-se muito sobre a primeira gravidez, encontramos inúmeros assuntos a respeito que esclarecem nossas dúvidas, mas porque ficamos grávidas uma vez, a segunda gravidez não merece a devida atenção? Siiiiim…! Recentemente foi lançado o livro “A segunda Gravidez”, da série “A bíblia da Gravidez”. Indispensável para quem está pensando em ter o segundo filho, o livro aborda assuntos e dúvidas comuns das mulheres que querem engravidar novamente (ou que já estão grávidas).

Todo mundo fala que uma gravidez não é igual a outra, logo nem tudo que é abordado na primeira gestação serve para a segunda. Um dos assuntos que achei apropriado no livro, são as dicas de como preparar o primeiro filho para a chegada do irmão (a). Mas o livro apresenta várias outras dicas como: o melhor momento para engravidar; rotina de consultas; cuidados com o corpo da mãe e com o bebê; amamentação (durante a gravidez – pode continuar amamentando primeiro filho (?!); e após o nascimento do segundo); cuidados pessoais; como preparar a casa para a chegada do segundo filho; como manter a relação com o parceiro (reservar tempo para vocês dois, intimidade, desejo sexual); parto (cesária e normal – independente de como foi o primeiro); além de preocupações da mãe de segunda viagem (sim, as preocupações sempre existem!). Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

31 ago 2012

Livro: Mulher sem script

por
Gabi Miranda

Livros

Logo na introdução, Natércia Tiba descreve a conversa que teve com a editora do livro e fala sobre do que se trata sua obra:

“Os textos expressam justamente isso, esse turbilhão, esse dar conta de tantas coisas juntos, exercer tantos papéis na vida, resolver tudo ao mesmo tempo ainda que tenhamos que fazer um contorcionismo digno do Cirque du Soleil. O que vem primeiro? A mulher moderna? A mãe? A profissional? A enlouquecida? Não sei…O fato é que acredito no livro, acredito que possa geral reflexão e que as pessoas possam se beneficiar com a leitura”.

Natércia acertou em cheio. Trata-se de um livro de crônicas que traz inúmeras reflexões. Primeiro que a autora é psicóloga, então tem muito da sua vivência e experiência como profissional, mas também têm sua reverberação como mulher, esposa, mãe e ser humano. É carregado de emoções. Segundo, traz histórias do universo feminino, situações que nos vemos envolvidas em nosso cotidiano, além das dúvidas, desafios, comportamentos das relações humanas, principalmente familiares. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

tags: , ,

29 ago 2012

Livros: aliados na formação e educação de crianças – Dica da Magazine Luiza

por
Gabi Miranda

Livros

Recebemos esse artigo criado pela equipe do Magazine Luiza exclusivamente para Bossa Mãe – que acredita no poder dos livros na formação e educação dos pequenos.

*

Promover uma infância feliz, que permita um desenvolvimento satisfatório dos pequenos, é um dos principais objetivos e preocupações dos pais. Essa formação pode ser facilitada por meio de brinquedos e brincadeiras específicas, conhecidas popularmente como “pedagógicas” ou “educativas”.

Assim, o ato de brincar, mais do que uma atividade lúdica, permite que a criança desenvolva suas habilidades, teste seus limites e, em suma, aprenda, literalmente, brincando.

Para desenvolver o lado cognitivo dos pequenos, desde a primeira infância, é possível trabalhar a imaginação e a criatividade com livros, que proporcionam estímulo para todas as idades. As crianças que têm acesso a estes recursos aprendem a reconhecer as cores, letras, números e formas, desde pequeninas. Além disso, os livros ajudam a desenvolver a capacidade de diferenciar figuras e trabalham a memória.

Para bebês e crianças de até 1 ano, os livros mais indicados são aqueles com cores vivas e vibrantes e confeccionados com plástico, que podem ser manuseados durante o banho. Os que são em 3D, com as figuras ‘saltando’ das páginas também são ótimos para os pequenos com menos de um ano. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!