27 ago 2012

Porque segunda-feira pode começar com clima de festa de aniversário tema Carros

por
Gabi Miranda

Festas, Scrap Bossa

Lembra do convite de aniversário do tema de Carros que fiz para os filhos da Dani, minha amiga-mãe-já-de-dois?! Sábado passado foi a festa. E que festa! Indiretamente estive envolvida com a organização desde o início. Primeiro a Dani estava com a ideia fixa de fazer em buffet, o que eu achava meio absurdo visto que ela mora numa casa de chácara com um espaçoso salão de festas. Timidamente fui tentando remover essa ideia da cabeça da Dani. Não sei se eu consegui esse feito ou se foram os orçamentos do buffet, o fato é que ela desistiu e eu achei o máximo.

Acho festas de buffet frias, barulhentas, aqueles brinquedos distanciam o relacionamento entre as crianças e inclusive dos pais (que tem que ficar o tempo todo de olho nas crias). Gosto muito mais das festas produzidas por nós mesmos, das festas caseiras, das madrugadas de produção (ah, isso lembra tanto a minha infância). São mais acolhedoras e tudo que tem nosso toque, nosso amor, fica mais bonito e encantador.  A festa dos meninos da Dani ficou linda demais, dá pra ver o toque dela em cada detalhe: da decoração das mesas de convidados às lembrancinhas.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

22 ago 2012

Preparativos para as futuras mamães

por
Gabi Miranda

Bebê, Filhos, Maternidade

Dia desses a Dani encaminhou a troca de e-mails que fizemos há 1 ano e pouquinho. Eu estava grávida de 8 meses do meu Ben. Enquanto todo mundo estava ansioso pelo nascimento do pequeno, eu seguia tranquila (por mais inacreditável que isso possa parecer), barriguda, pesada, cheia de dúvidas, mas sem muita noção do que estava por vir… e nós falávamos sobre os preparativos para as futuras mamães.

De: Dani
Enviada em: terça-feira, 3 de maio de 2011 11:37
Para: Gabi e Aline
Assunto: Preparativos para as futuras Mamães

Quais são os hábitos de uma mãe feliz?
É sobre isso que se trata um livro recém-lançado nos Estados Unidos pela pediatra Meg Meeker. Na obra, ela relata como a pressão das mulheres que são mães atrapalha a sua felicidade e as dez maneiras de resgatá-la. Confira entrevista exclusiva da CRESCER com a autora.

Você é uma mãe feliz? Não, não estamos de forma alguma questionando o quanto você é plena por ter tido filhos, mas, se como mulher, está realmente feliz. É sobre essa busca da realização na vida que a americana Meg Meeker, pediatra há 25 anos e mãe de quatro filhos já adultos, recém-lançou, nos Estados Unidos, o livro The Ten Habits of Happy Mothers: Reclaiming Our Passion, Purpose and Sanity (Os Dez Hábitos das Mães Felizes: Recuperando Nossa Paixão, Propósito e Sanidade, em tradução livre). Em entrevista exclusiva à CRESCER, ela conta que tem percebido que, nos últimos anos, as mães estão mais estressadas do que nunca e pensou no livro não como um guia de como ser uma mãe melhor e, sim, uma reflexão para as mulheres serem mais felizes. Mas o que é preciso, então, para encontrar o equilíbrio perfeito entre a maternidade e a vida pessoal? Abaixo, você confere trechos do nosso bate-papo com a escritora.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

10 ago 2012

Livro: Soluções para disciplina sem choro

por
Gabi Miranda

Livros

Uma das maiores vilãs de todos os pais é, sem dúvida, a birra. Eu morro de medo do Benjamin fazer escândalos públicos

(e até em casa mesmo). Imagino que deve ser difícil controlar essas situações. Dizem que não tem jeito, a danada da birra aparece até os dois anos de idade e, se não aparecer até lá, ela surge aos 4 anos da criança. O negócio é você compartilhar experiências, ler sobre o assunto, se preparar e se munir de estratégias contra a chata da birra.

O lançamento “Soluções para disciplina sem choro”, de Elizabeth Pantley, traz as ferramentas necessárias que os pais precisam para desenvolver e estabelecer habilidades agradáveis que contribuam para o bom comportamento dos filhos. O livro mostra através de exemplos e depoimentos, que podemos disciplinar sem perder a ternura, a amabilidade, sem ser duros. Como diz logo no primeiro capítulo, “disciplina não tem a ver com punição e não precisa ter lágrimas como resultado”. Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

24 jul 2012

Não é tabajara

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Benjamin não quer mais ficar na cadeirinha do carro de jeito nenhum. Meu bebê, que todos conhecem por calmo, bonzinho, fofo e tudo de bom, andou fazendo escândalos inenarráveis dentro do carro. Só para ter uma ideia, outro dia ele chorou de casa até Osasco – um trajeto de uns 50 minutos. BERRANDO! Eu me controlei para não tirá-lo da cadeirinha e pedia, para todos os santos imagináveis, força e paciência para não me deixar levar por aquelas lágrimas. Quer saber?! Foi foda!

Outro dia chorou do berçário até Osasco, trajeto menor, mas estávamos sozinhos no carro. Dei uma de louca e comecei a chorar também e dizia “conta tudo pra sua mãe, Benjamin” (tipo a Pópis do programa Chaves) . Ele me olhava com uma cara de “filha da puta, minha mãe está me zuando”.

As artimanhas de biscoito polvilho e maisena até funcionam, mas vou entupir o menino de guloseimas toda vez que entrarmos no carro?! Aí descobri outro jeito de acalmá-lo: o meu iPhone. Tenho medo disso, mas é a realidade nua e crua: Benzoca é da era tecnológica. Não posso contra isso. Ele já vê foto sozinho no celular e agora vídeos. Então baixei App da Galinha Pintadinha e dou o celular na mão dele quando estamos no carro. Mas agora sinto que eu posso ficar sem celular. (Além de sentir que minha sanidade mental também corre riscos, afinal Galinha Pintadinha é um saco na terceira repetição). Não que eu vá comprar, mas a Fisher Price tem a solução para o aparelho celular. Olha essa capa para iPhone. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

tags: , ,

20 jul 2012

Complemento x suplemento

por
Gabi Miranda

Alimentação

Algumas pessoas acham que não (ou não sabem), mas há sim diferença entre complemento e suplemento alimentar. O complemento, como o próprio nome sugere, serve para completar nutricionalmente as refeições. Já o suplemento, segundo a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), serve para complementar com vitaminas e minerais a dieta diária quando essa é insuficiente.

É importante consultar o pediatra antes de introduzir o suplemento para a criança. Existem vários que são proibidos pela ANVISA.

Já o complemento, vale consultar o pediatra pra ver se já pode ser oferecido à criança, às vezes não há necessidade. Geralmente, são aveias, Sustagen, Nutren, Mucilon, etc.

O que eu não sabia e que descobri recentemente pesquisando sobre o assunto, é que existem receitas para usar de forma diferente o complemento. O Sustagen, por exemplo, ao invés de ficar só na vitamina Sustagen com leite, dá para incrementar. Que tal fazer no final de semana um potinho de frutas com calda Mágica?!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

17 jul 2012

A Galinha Pintadinha

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Popopó…
Quem é que tem um monte de pintinha?
Quem é que tem a pena azulzinha?
Quem é que tem a crista vermelhinha?
Quem é que tem a perna amarelinha?
Popopó…

Confesso: eu odiava a tal galinha pintadinha. Benjamin ganhou, ainda recém nascido, os dois DVD’s da bichinha. Coloquei uma única vez – tempo suficiente para pegar ódio da danada e não colocar nunca mais. Achei uma chatice.

Em seu aniversário Benjamin ganhou a dita cuja, se apaixonou e a mamãe aqui se rendeu. Ganhamos ingressos da revista Crescer, que sábado fechou uma sessão especial do musical A Galinha Pintadinha. Aí no sábado passado fomos todos (eu, marido, meu Ben, Dani minha amiga-mãe-já-de-dois, o marido, os dois filhos, Mislene minha amiga-mãe-de-um-que-está-esperando-a-chegada-do-segundo, o marido, o filho e o sobrinho) assistir o espetáculo.

O espetáculo com toda sua simplicidade é encantador, conquistador, apaixonante, lindo demais. As crianças (e os adultos) ficam todos vidrados. Fiquei surpresa com a reação do Benjamin. Já tinha certa expectativa, mas a reação dele superou o que eu imaginava. Ele bateu palmas do início ao fim, apontava e olhava pra mim como quem dizia “olha, mããããe!”. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

tags: , ,

06 jul 2012

Livro: São Paulo com crianças – Turismo, cultura e diversão na maior cidade do Brasil

por
Gabi Miranda

Livros

Eu havia comentado aqui o lançamento desse livro. Passou da hora de falar sobre ele, então vamos lá. Conferi cada página após o lançamento mesmo. O livro é uma graça, todo colorido e cabe na bolsa de pequeno e leve que ele é – ótimo para carregar a todo instante e recorrer quando estiver sem ideia do que fazer com as crianças em São Paulo.

Ele é dividido por categorias como: compras (dicas de lojas irresistíveis para os nossos ninos e ninas), restaurantes, passeios culturais (cinema, teatro, música, livrarias, museus, bibliotecas, etc), hotéis, parques, bichos, programas em família, enfim…tudo para fazer acompanhados dos pequenos.

Devo confessar que mesmo nascida aqui, não sou uma amante fervorosa da cidade de São Paulo (amo mesmo o Rio de Janeiro). Mas ao ver a dedicatória (simples) que Mariana fez ao Benjamin algo tocou em mim.

São Paulo é um centro cosmopolita, mesmo cinza nos dá tantas possibilidades, nos apresenta tanto do mundo… Despertou em mim o desejo de fazer com que meu pequeno curta e ame muito sua cidade. Percebi que cabe a mim, mais essa função. E farei com muito prazer. Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

28 jun 2012

Boas férias

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Férias chegando e estou vendo um monte de pais preocupados com o período livre dos filhos. Sim, porque nem todos os pais podem tirar férias na mesma época que suas crias. Então surgem as dúvidas básicas: com quem deixar, que programação montar, colocar ou não em curso de férias…?!

Eu sou super a favor de montar uma programação intensa para as crianças, mas fora do ambiente escolar. Porque tem escolas que cobram o valor de mais uma mensalidade para um curso de férias. E se for pra pagar, na boa, sugiro procurar algo novo, com pessoas diferentes das que o filho está acostumado ver todos os dias.

Existem vários cursos de férias, como oficinas de teatro, culinária, pintura, música…aí vão algumas dicas:

Curso livre de Teatro nas férias
Local: GSIA – Rua Souza Ramos, 54, Vila Mariana
Quando: De 04 a 25/07 (sempre as quartas)
Horário: 14h00 as 17h00
Investimento: R$ 150,00
Inscrições e Informações:
Telefone: 3938-7800 /5336-0972 Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

27 jun 2012

Primeiro aniversário do Benjamin

por
Gabi Miranda

Festas, Scrap Bossa

Eu e o marido organizamos toda a festa do primeiro aniversário Benzoca. Créditos para a mamãe aqui, que segundo o marido, fez a maior parte das coisas. Mas devo confessar, nada seria possível sem a ajuda master do maridão. A festa foi do jeito que eu sempre quis, sem tirar nenhum detalhe: simples e cheia de amor.

Fiz uma mesa decorada com cup cake, feitos pela mamãe que vos escreve, brigadeiros e beijinhos, feitos pela vovó Salete, e o bolo…Gente, fiquei sem o que dizer quando vi esse bolo. Desde quando decidi fazer a festa do Ben pensei no bolo com pasta americana. Eu nem sou tão fã desse tipo de confeito, mas eu queria muito mais pela parte artesanal. Fui em busca, orcei com um monte de fornecedores até ter a indicação da Gabriela Presentes. Ela é uma fofa, atenciosa, seu trabalho é lindo e tem o preço mais bacana que encontrei no mercado. Sinceramente, amei o bolo que além de lindo e encantador estava super saboroso.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

01 jun 2012

Livro: A panela amarela de Alice

A panela amarela

A Panela amarela de Alice, meu mais novo livro

Eu já disse que sou péssima pra comer e não me orgulho disso. Antes do Benjamin eu nem ia à feira. Não conhecia nada de verduras, só o básico de legumes e frutas. Mas filho transforma mesmo a gente em todos os sentidos…Agora eu sinto prazer em cozinhar. Muito estranho isso. Eu compro livros de receita (!!!), principalmente com receitas para crianças.

O último adquirido foi “A panela amarela de Alice, da Tatiana Damberg. Um livro pequenininho, despretensioso, uma gracinha que traz a vivência e as memórias de cozinha e maternidade da Tatiana, que me pareceu uma pessoa delicada, carinhosa, cozinheira de mão cheia, daquelas que cozinham com amor maiúsculo.

As receitas do livro A panela amarela de Alice – fáceis e rápidas de fazer – são todas criadas por ela. A escritora mostra que podemos ser criativos mesmo na simplicidade e que comida de bebê não precisa ser sem graça. Fiquei encantada com o livro, que se tornou pra mim mais uma prova de que podemos ser diferentes com nossos filhos e que podemos sim apresentá-los de forma prazerosa ao mundo da alimentação. Basta ter consciência.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!