04 set 2018

Dicas de perfis de empreendedorismo no Instagram

por
Gabi Miranda

Destaque, Trabalho

Na semana passada, realizamos uma live no Instagram sobre empreendedorismo feminino: eu, Mari Brancatte (@maribrancatte) e Shirley Hilgert (@shirleyhelgert). Na ocasião, algumas seguidoras pediram dicas de perfis de empreendedorismo no Instagram. Prometi fazer um post com alguns perfis que sigo, adoro e acho que vale a pena compartilhar.

Decidir abrir um negócio não é fácil! E exige disciplina e rotina para gerenciar algumas coisas que são indispensáveis para o bom andamento do negócio. Por isso, é muito bom ter o apoio de empresas que possam nos empoderar em busca da nossa independência financeira. Antes de fechar qualquer curso, procure pesquisar todas as empresas citadas nesse post, buscar indicações, para então tomar uma decisão. Falo isso, porque muitas vezes os cursos são um investimento alto e esse é um passo importante na sua vida. Precisa ser algo que tenha valor e traga resultado para o seu negócio. Lembrando também que muitas dessas empresas, oferecem algumas ações gratuitas.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

10 jul 2018

Malala – a moça da coragem e do Prêmio Nobel da Paz

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

Ontem fui conferir o debate sobre educação e empoderamento feminino com Malala Yousafza. Um evento promovido pelo Itaú, cujo objetivo era debater a seguinte reflexão: Como os livros e a educação podem mudar a história de uma pessoa?

Malala

Malala, a ativista paquistanesa, estudante e a mulher mais jovem a receber um Prêmio Nobel da Paz, defende em seus discursos e em seu livro, “O lápis mágico de Malala”, que “uma criança, um professor, um livro e uma caneta podem mudar o mundo”. Livro, inclusive, que escolhi para presente de aniversário de 3 anos da Stella, no próximo 28 de julho. Desde o ano passado, minha ideia é: em todo aniversário da Stella lhe presentear com um livro que pode mudar ou tocar a vida dela de alguma forma. Por isso, em 2017, escolhi uma edição especial de “O diário de Anne Frank”.

malala

O evento

Mas voltando ao evento de ontem, foi incrível estar tão perto de Malala e sentir sua energia. Eu olhava aquela moça de apenas 20 anos e só conseguia pensar: ela é um milagre. Por defender o direito à educação das meninas, Malala sofreu, em 2102 um ataque terrorista do Talibã. Foi baleada na cabeça. Ela ficou entre a vida e a morte. E podemos dizer que renasceu. Enfim, tornou-se símbolo da luta por um mundo onde mulheres tenham os mesmos direitos e igualdades que os homens. Ao ser questionada sobre como ela lida com a raiva, Malala respondeu:

Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!