10 jul 2018

Malala – a moça da coragem e do Prêmio Nobel da Paz

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

Ontem fui conferir o debate sobre educação e empoderamento feminino com Malala Yousafza. Um evento promovido pelo Itaú, cujo objetivo era debater a seguinte reflexão: Como os livros e a educação podem mudar a história de uma pessoa?

Malala

Malala, a ativista paquistanesa, estudante e a mulher mais jovem a receber um Prêmio Nobel da Paz, defende em seus discursos e em seu livro, “O lápis mágico de Malala”, que “uma criança, um professor, um livro e uma caneta podem mudar o mundo”. Livro, inclusive, que escolhi para presente de aniversário de 3 anos da Stella, no próximo 28 de julho. Desde o ano passado, minha ideia é: em todo aniversário da Stella lhe presentear com um livro que pode mudar ou tocar a vida dela de alguma forma. Por isso, em 2017, escolhi uma edição especial de “O diário de Anne Frank”.

malala

O evento

Mas voltando ao evento de ontem, foi incrível estar tão perto de Malala e sentir sua energia. Eu olhava aquela moça de apenas 20 anos e só conseguia pensar: ela é um milagre. Por defender o direito à educação das meninas, Malala sofreu, em 2102 um ataque terrorista do Talibã. Foi baleada na cabeça. Ela ficou entre a vida e a morte. E podemos dizer que renasceu. Enfim, tornou-se símbolo da luta por um mundo onde mulheres tenham os mesmos direitos e igualdades que os homens. Ao ser questionada sobre como ela lida com a raiva, Malala respondeu:

Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!