06 set 2018

Mavsa Resort: viajar com uma amiga faz bem à alma

por
Gabi Miranda

Destaque, Maternidade, Viagem

Taí uma coisa que me faz bem: cuidar das amizades. E depois que casei e virei mãe, nunca mais tinha viajado com uma amiga. Eis que no último final de semana, eu e a Mari fomos para o Mavsa Resort. Numa viagem curtinha, mas suficiente para restabelecer nosso equilíbrio, bem estar e fortalecer ainda mais a nossa amizade.

O Mavsa Resort fica em Cesário Lange, interior de São Paulo, a apenas 2 horinhas. Rodeado pela natureza, é um lugar ideal para recarregar as energias. Oferece uma estrutura completa para adultos e crianças. Ou seja, é muito indicado para ir em família. Mas nós fomos sem filhos, sem marido. E posso dizer que é ótimo também! Oferece um sistema all-inclusive o que permite aos hóspedes ficarem à vontade no resort. E no caso do Mavsa, quando falamos all-inclusive, é ALL-INCLUSIVE mesmo(!!!), até bebidas alcoólicas.

Eu e Mari chegamos no meio da tarde da sexta e saímos no domingo após o almoço. Foi MARAVILHOSO! Ao chegarmos, fomos surpreendidas pela hospedagem. Colocaram-nos num dos chalés temáticos master: o Datcha e Royale – coisa mais delícia e aconchegante. Um chalé com 150m², varanda, sala, 2 camas Queen Size, banheiro, ducha, ar condicionado, TV, frigobar e… piscina privativa!!!!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

16 abr 2018

Hotel Toriba e Fazendinha: dica em Campos do Jordão

por
Gabi Miranda

Destaque, Maternidade, Viagem

A Fazendinha Toriba completou um ano e a família Bossa Mãe foi convidada para uma press trip no hotel Toriba, em Campos do Jordão. A ideia era comemorar a data em um piquenique gostoso na Fazendinha, dois dias de puro lazer. Aceitamos sem criar muita expectativa e fomos surpreendidos por tudo o que encontramos e vivemos lá. Além do passeio à Fazendinha, passeamos no Tarundu e desfrutamos do Hotel Toriba. Que lugar!  Confira nossa experiência abaixo.

O hotel Toriba

Há 74 anos em funcionamento, o hotel Toriba não parece nada antigo. Bem conservado e moderno, parece um lugar dos Alpes Suíços. Oferece apartamentos com vista panorâmica exuberante para a natureza e tem também a opção de chalés.  É um lugar muito tranquilo, aconchegante e perfeito para relaxar (com ou sem filhos). Está localizado a 180km de São Paulo, em Campos do Jordão, muito próximo ao centro, porém numa área mais reservada e tranquila.

Está rodeado pela natureza e possui várias atividades, entre elas estão: sala de leitura, sala de lareira, bosque, espaço kids, piscina aquecida, hidromassagem, sauna, academia, quadra esportiva, trilha e spa. Em dois dias não dá para aproveitar tudo, mas foi o suficiente para nos apaixonarmos pelo lugar. No dia da chegada, curtimo o hotel e um pouco de tudo o que ele tem a oferecer.  Eu, que amo comer bem, fiquei bem encantada com o restaurante. A gastronomia do hotel Toriba é incrivelmente deliciosa.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

26 jul 2017

Um dia no Ski Mountain Park

por
Gabi Miranda

Destaque, Família, Filhos, Viagem

Localizado na Estância Turística de São Roque, a apenas 54Km de São Paulo, o Ski Mountain garante diversão e aventura para toda família

A convite da assessoria de imprensa, fomos conhecer o Ski Mountain Park, no domingo retrasado, e saímos todos encantados. O lugar fica no alto de uma montanha com uma bela vista panorâmica da cidade de São Roque e do céu também. Oferece ao público a oportunidade de desfrutar de aventura, passeio ecológico e uma deliciosa gastronomia. É um passeio de um dia inteiro! E voltado para família toda, pois têm atrações para todas as idades e gostos.

O parque oferece Pista de Esqui e Snowboard, Arvorismo, Arco e Flecha, Trilha Ecológica, Passeio a Cavalo, Torre de escalada, Pista de Patinação, Paintball, Torre de Escalada, Playground (que nem deu tempo para as crianças irem), Teleférico e o Tobogã de 350 metros que até a Stellinda encarou. E não pensem que ela encarou porque eu a coloquei nessa não, pelo contrário, ela pediu para ir. E fomos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

17 abr 2017

Nossa Páscoa no Pico do Jaraguá

por
Gabi Miranda

Destaque, Entretenimento, Família

Normalmente, estamos viajando no feriado de Páscoa, mas esse ano decidimos ficar em casa em todos os feriados do mês de abril. O nome disso: contenção de custos. Rá! E foi a melhor decisão que tomamos. Curtimos nossa casa, nossa família, tudo em meio a muita paz de espírito. Na sexta ficamos em casa. Sábado oferecemos um almoço para nossa família. Foi o primeiro almoço de Páscoa que realizamos em casa, no qual reunimos minha irmã e meus sogros. Foi um dia tranquilo e sereno. No domingo, acordamos  e estava um desses lindos dias de sol que amo. Sem nada combinado, resolvemos fazer um passeio no Pico do Jaraguá.

Pico do Jaraguá

Nunca tínhamos ido ao Pico do Jaraguá e esse lugar estava numa lista antiga de passeios que desejava fazer, quando a Stella nem existia. É conhecido como o ponto mais alto da cidade de São Paulo e oferece uma maravilhosa vista da capital. Achei uma mistura de Floresta da Tijuca com Pão de Açúcar, só que paulistano.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

tags: , ,

30 ago 2016

Cabify: 5 motivos para experimentar e gostar

por
Gabi Miranda

Destaque, Maternidade, Viagem

Vem pra Cabify!

 

cabify

 

Cabify é um serviço de motorista particular que pode ser solicitado através de um aplicativo disponível para os sistemas Android e iOS. É uma empresa espanhola que chegou em SP, Rio de Janeiro e essa semana chega em mais duas cidades nacionais (depois conto aqui). Pretende se espalhar pelo Brasil e promete ser a melhor empresa na tecnologia de transporte individual.

Para minha surpresa, nós influenciadores da rede Hubme, fomos convidados para sermos embaixadores da empresa no Brasil. Eu nunca tinha recebido um convite tão ilustre assim. Muito chique, gente! Ao ser informada sobre os diferenciais e testar o serviço, não tive como negar o convite. Aceitei com o maior prazer. Afinal, eu vivo pra lá e pra cá pela cidade de São Paulo e sempre é bom poder contar com um serviço de locomoção com qualidade, segurança e melhor ainda: com preço acessível!

Para famílias como a minha, que contam com apenas um carro, também é uma grande vantagem usar os serviços do Cabify. Às vezes preciso ir em algum lugar, mas marido está com o carro e eu estou com a Stella. Sabemos do transtorno que é sair com um bebê de transporte público, Cabify se tornou um grande aliado nesses contextos.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!

tags: ,

08 out 2014

Chegou o grande dia: o passeio escolar

por
Gabi Miranda

Comportamento, Educação, Filhos

E ontem foi o grande dia! O primeiro passeio escolar do Benjamin. O primeiro (talvez o segundo, terceiro, quarto…também) passeio escolar do filho, desperta inúmeros sentimentos nos pais. Enquanto as crianças são tomadas pela ansiedade, os pais são tomados por preocupações, inseguranças, incertezas e aquela nítida sensação de que seu bebê já é uma criança que está crescendo e ganhando o mundo (ou mundo ganhando ela).

passeio escolar

Benjamin no ônibus de passeio e assistindo a peça Peter Pan

No dia anterior ao passeio, acordei meio esquisita, sem muita vontade de nada, até que na metade do dia lembrei do passeio. No dia D, eu sentia um frio na barriga incontrolável. Ocupei-me com os meus compromissos para não ficar pensando muito. Liguei na escola apenas no início da tarde, quando fui informada que já tinham voltado, almoçado e estavam todos dormindo. Quando eu e meu Ben nos encontramos, ao ser indagado como tinha sido o passeio, ele respondeu: “na próxima vez quero que você vá junto e quero sentar em seu colo”. É muito amor!
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

18 set 2014

Mônica Mundi – uma volta ao mundo com a turma da Mônica

por
Gabi Miranda

Entretenimento, Maternidade

Chegou em São Paulo o musical “Mônica Mundi – uma volta ao mundo com a turma da Mônica“. Fomos conferir a pré-estreia, no domingo passado, e fizemos uma viagem por países como Portugal, Itália, Japão, França, entre outros, com a turma mais querida desde a nossa infância: Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão, Chico Bento e Jeremias, que com muita criatividade e imaginação levam o público para essas viagens de avião, trem, navio e até tapete mágico.

No espetáculo, adultos e crianças se divertem e aprendem um pouco dos costumes de cada lugar apresentado e que fazem parte também da cultura brasileira. São 60 minutos de duração, com 15 minutos de pausa, mas ninguém da plateia parece ficar cansado e com vontade de ir embora. Muito pelo contrário, quando chega a hora da pausa, ouvimos aquele sonoro uníssono “ahhhhh” das crianças.

Mônica Mundi

A peça está em cartaz no Theatro NET SP, localizado no Shopping Vila Olímpia. Eu, que ainda não conhecia esse teatro, fiquei encantada de tão bonito que ele é, e, uma felicidade genuína por morar numa cidade tão rica culturalmente. Nós paulistas somos privilegiados nesse sentido  (porque o trânsito, afff!!) e temos que aproveitar tudo isso.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

11 set 2014

Só se Deus quiser (Benjamin vai ao passeio)

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Peço permissão para pegar emprestado o título da coluna de Tiago Leifert, na sessão Diálogos, da revista GQ. Em seu texto ele fala que os jogadores de futebol, usam a religião para terceirizar a culpa. Ele diz que a maioria dos atletas agradecem a Deus, mas também o responsabilizam pela qualidade de suas habilidades.

Tiago fala sobre “atribuição”, um campo de estudo da psicologia. Explica: “é uma tentativa de entender o processo pelo qual uma pessoa explica um resultado de um acontecimento. Exemplo de uma atribuição interna, logo benéfica, e que fará a pessoa mudar seu comportamento numa próxima vez: “Fui mal na prova”. Por quê? “Porque eu não estudei”. Exemplo de uma atribuição externa, onde começa o problema: “Fui mal na prova porque meu professor ensina mal”. Essa pessoa terá problema para se motivar na próxima prova, pois acredita não fazer nada.

Resumindo: os atletas entram em campo achando que o fator externo, no caso, Deus, determina o resultado. O resultado sempre está atrelado à sorte ou ao azar do cara. Então fica assim: quando o atleta cobra uma falta que traz um resultado positivo, foi Deus que tocou na bola. E quando eles erram? Segundo Leifert, o problema está aí, quando erram, não querem assumir a responsabilidade. Ou seja, usam a religião para escapar da responsabilidade. Leifert se aprofunda e fala sobre um psicólogo alemão chamado Erich From que dizia que o humano tem medo da liberdade, porque quando você é livre, se torna responsável pelo resultado das suas ações e isso assusta. Clique e continue lendo!

compartilhe!

4

comente!

09 set 2014

Comunicado: chegou a hora do primeiro passeio escolar. E agora?

por
Gabi Miranda

Comportamento, Filhos

primeiro passeio escolar

E aí você está achando sua vida materna tranquila, calma, sem novidades, até que chega um comunicado. Chegou a hora do primeiro passeio escolar do seu filho. Como você reage:

a) acha maravilhoso e responde logo SIM, afinal seu filho está crescendo e é uma oportunidade de você estimular a autonomia dele;
b) fica em pânico! é o primeiro passeio escolar! e, em 30 segundos, pensa em 30 coisas terríveis que podem acontecer!;
c) se questiona se ele não é muito novo para essa primeira vez. Ele só tem TRÊS anos!!!;
d) antes de dar a resposta, envia um questionário para a escola;
e) todas as alternativas estão corretas, mas não exatamente nessa ordem.

Fiquei, ou melhor, estou em pânico. Outro dia mesmo, estava falando que jamais deixaria Benjamin ir num passeio com a escola, pois o achava muito novo para isso. Mas nem esquentava a cabeça com esse assunto, pois acreditava que era algo distante para acontecer. A inocente aqui achava que esses passeios escolares começavam aos 5 anos de idade. Sabe de nada! Agora o primeiro passeio escolar será daqui a 30 dias e eu sofrendo por antecipação – como diria minha mãe.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

16

comente!

15 abr 2014

Cartagena, encantada! Parte 2 – Fim

por
Gabi Miranda

Maternidade, Viagem

Corremos para deixar as coisas no quarto e sair pra conhecer a cidade de Gabo, ela nos convidava: Sejam bem vindos à cidade de O Amor nos Tempos do Cólera. Cartagena. Fomos conferir se ela era igual ao que vimos nos sites. Para nosso deleite, era muito mais do que as fotos mostravam. A cidade é simplesmente encantadora, desde as casinhas e construções antigas, do cheiro, à ventania que deixa o calor ainda mais agradável e até às pessoas calorosas, educadas e bem humoradas. Os colombianos, e em especial os cartageneiros, são pessoas felizes e o cumprimento ao passar por alguém, parece lei, porém espontâneo.

Nesse dia fizemos o passeio de charrete, muito comum na cidade. E não, não  é um mico! Ir até Cartagena e não fazer esse passeio no centro antigo, é a mesma coisa que ir à Veneza e não andar de barco!

Cartagena

No segundo dia foi a vez de conhecer as famosas Ilhas do Rosário e Barú. Os barcos grandes saem do porto até às 9:00h e fomos informados que era até às 9:45h. Chegamos às 9:15h e adivinhem… não tinha mais saídas dos barcos grandes. Tivemos que pegar um meio de transporte marítimo que me recuso a chamar de barco e que mais parecia uma lancha, mas também não era. Definitivamente uma experiência que não viveria novamente se não soubesse o que encontraria onde ele nos levou.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

Página 1 de 3123