11 mar 2016

As lembranças da minha mãe me fazem mais feliz

por
Gabi Miranda

Comportamento, Maternidade

mãe

Eu aos dois meses com a minha mãe

Hoje faz dois anos que perdi a melhor parte de mim. Minha mãe. Parece que foi ontem. Nas duas últimas semanas, tem sido difícil controlar os pensamentos e não me conectar com aquele dia. Toda aquela dor que senti invade cada partícula do meu corpo, apunhala minha alma e meu coração. Eu consigo sentir aquela agonia, a falta de ar e o buraco se abrindo novamente aos meus pés. Escrever esse texto é uma tentativa de estacar essa dor que me atinge mais uma vez e manter meus pés firme nesse chão.

Coincidência ou não, nesses últimos dias tenho recebido muitas mensagens de leitores que chegam até o blog através de uma pesquisa no Google, após perderem sua mãe também. Essas palavras chegam cheias de dores, mas também de compaixão e alívio. Quando perdemos alguém que amamos nos sentimos injustiçados, como se aquilo tivesse acontecido só com a gente. Ao descobrirmos outras pessoas na mesma situação, nos sentimos amparados e nos encontramos na dor do outro. Só quem perdeu a mãe conhece essa dor, que imagino seja diferente a de perder um filho e só quem perdeu um sabe como é. Existem perdas que são irreparáveis e ponto. E nós temos que aprender de um jeito ou de outro a lidar com a dor.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!