07 out 2015

Tag 7 coisas

por
Gabi Miranda

Comportamento, Maternidade

tag7coisas01

A Pati do blog Comida Boa Muda Tudo fez um post sobre “tag 7 coisas” e desafiou azamigas tudo a fazerem também. A brincadeira consiste em responder 7 coisas a seu respeito sobre determinados assuntos. O da Pati está super bacana, ela segmentou respondendo os itens apenas sobre cozinha. Quando vi, pensei: ah, fácil, vou seguir o padrão e fazer de coisas em geral da minha vida. Meoooooo, fiquei madrugadas a fio esquentando a cabeça enquanto amamentava. Voticontá, coisa mais difícil responder essa tag 7 coisas, coisa mais difícil fazer autoanálise, refletir sobre si mesmo. Mas taí, feito, porque eu não gosto de deixar nada por fazer. Risos.

7 coisas para comer antes de morrer
1. Brigadeiro (eu diria que tem que ser o da minha mãe, mas sacanagem, ela já foi para o céu. O brigadeiro dela era o melhor do mundo)
2. Panqueca de doce de leite da livraria Ateneo, em Buenos Aires (já sabe, está de bobeira na cidade, corre até essa livraria)
Clique e continue lendo!

compartilhe!

3

comente!

16 mar 2015

Doação de sêmen

por
Gabi Miranda

Maternidade

Na semana passada, estreou a novela da Globo, Sete Vidas. A trama traz um debate: o personagem principal, Miguel, vivido pelo ator Domingos Montagner, fez ainda jovem uma doação de sêmen e gerou seis filhos pelo mundo afora. Ao longo da história, os filhos, frutos dessa doação, se encontram e decidem sair em busca desse pai.

A doação de sêmen ainda é assunto pouco discutido no Brasil, talvez porque haja uma consequência de fatores como a falta de informação. E falta campanhas incentivando o ato – ao contrário da campanha que existe para doação de sangue, não existe um apelo para doação do esperma. O que para muitas famílias (e mulheres independentes) tem importância grandiosa, pois dependem para realizar o sonho de ter filhos.

Doar sêmen só não é tão simples quanto doar sangue. Os candidatos passam por uma bateria de exames. Precisam comparecer ao banco de sêmen pelo menos seis vezes para a coleta do material. E estar em abstinência sexual e sem ejaculação de três a sete dias – para manter a qualidade do material a ser colhido. A coleta é feita numa sala individual através da masturbação. E o candidato pode ser aprovado ou não.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!

07 ago 2013

Brincadeiras

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Engraçado que, não sei porque, mas minha relação com o Ben envolve muita brincadeira. Acho que é o jeito dele, só pode! Ele é uma pessoa feliz, de sorriso fácil e natural. Dono de uma gargalhada gostosa de ouvir, que não é nada difícil de aparecer.

Parei para pensar e rapidamente consegui eleger pouco mais de 10 ocasiões que costumam render boas brincadeiras:

  1. Hora de tomar banho: ele leva os brinquedos pra água e tome gargalhada;
  2. Ao acordar: não é sempre, mas tem dia que o sorriso aparece antes mesmo dele abrir os olhinhos;
  3. No almoço: o bocão para estacionar a colher cheia de arroz é uma festa;
  4. Entrar na escolinha: se tiver acordado, nem despede de você direito, já corre para brincar com os amiguinhos;
  5. Ir embora da escolinha: faz a farra lá mesmo, na frente do portão. Pula, grita, abraça, dá beijo, joinha, sorrisos;
  6. Ir à feira: além de sempre ganhar uma banana na barraca, tem o parquinho ao lado. Não precisa nem comentar, né?;
  7. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

20 dez 2012

Fim de ano

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Entrei no meu momento Gabrielice de final de ano. Sabe quando você faz um balanço do ano que passou e começa a fazer as promessas para o ano que se aproxima?! Então…

Bom, mas o que pensei muito foi sobre o tempo e sobre a necessidade das pessoas em dizer o tempo inteiro como estão corridas. Percebi que também faço parte desse grupo que vive falando “como o tempo passou rápido” ou “estou trabalhando muito, está tudo muito corrido”. Sim, o tempo está passando e nossas vidas também.

Refleti: o que estou fazendo do meu tempo? Fiquei surpresa com as respostas que encontrei. Acho que estou aproveitando bem o meu. Após a chegada do meu Ben é que dei conta de como o tempo é valioso. Só uma criança mesmo para nos mostrar o essencial da vida e nos ensinar como aproveitar cada momento. Criança tem esse poder, né? De dar significado às coisas mais simples. Você vê aquele ser tão cheio de brilho (e curiosidade) nos olhos e sabe que aquela fase da infância vai passar tão rápido que você tem que sugar cada minutinho com ele. Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!