27 jun 2012

Primeiro aniversário do Benjamin

por
Gabi Miranda

Festas, Scrap Bossa

Eu e o marido organizamos toda a festa do primeiro aniversário Benzoca. Créditos para a mamãe aqui, que segundo o marido, fez a maior parte das coisas. Mas devo confessar, nada seria possível sem a ajuda master do maridão. A festa foi do jeito que eu sempre quis, sem tirar nenhum detalhe: simples e cheia de amor.

Fiz uma mesa decorada com cup cake, feitos pela mamãe que vos escreve, brigadeiros e beijinhos, feitos pela vovó Salete, e o bolo…Gente, fiquei sem o que dizer quando vi esse bolo. Desde quando decidi fazer a festa do Ben pensei no bolo com pasta americana. Eu nem sou tão fã desse tipo de confeito, mas eu queria muito mais pela parte artesanal. Fui em busca, orcei com um monte de fornecedores até ter a indicação da Gabriela Presentes. Ela é uma fofa, atenciosa, seu trabalho é lindo e tem o preço mais bacana que encontrei no mercado. Sinceramente, amei o bolo que além de lindo e encantador estava super saboroso.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

2

comente!

04 fev 2012

Ainda sobre autoconfiança

por
Gabi Miranda

Uncategorized

Li a matéria da revista Crescer, comentada no post de ontem. Gente, me identifiquei com a matéria tanto no meu papel atual de mãe, quanto no de filha!!! Eu tinha medo do escuro, medo de espírito (e minha mãe sempre dizia que medo tinha que ter dos vivos), medo de me perder da minha mãe (e por isso não soltava da barra de sua saia), medo dela morrer (ficava aos prantos quando ela atrasava 10 minutos do horário que costumava chegar em casa após o trabalho), medo da loira do banheiro, medo de cair e me machucar, medo de uma lagartixa cair na minha boca enquanto eu estivesse dormindo, medo de puxarem meu pé por baixo da cama, medo de barulhos altos como fogos, medo de bexiga estourar na minha mão, medo, medo, medo… Enquanto a minha irmã caçula me consolava e me protegia dos meus medos.

N-O-O-O-O-OS-S-A, dei conta de como eu fui uma criança medrosa!!! Tá explicado tanta terapia! Como posso ter me tornado a pessoa de hoje se sentia tantos medos?! Mãe, diz aí, como você conseguiu contornar isso e me tornar nessa mulher corajosa, porém cagona? Minha mãe é uma mulher porreta, que criou sozinha duas filhas e merece toda a minha admiração. Eita mulher forte essa! Minha irmã caçula, sempre foi uma criança danada de feliz, pulava de um lado pro outro (não é a toa que dos animais do zoológico ela era o macaco) não tinha medo de N-A-D-A! Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

04 jan 2012

Este ano meu filho vai…

por
Gabi Miranda

Desenvolvimento, Filhos

A revista Crescer de janeiro tem tudo a ver com o post de ontem. A matéria de capa “Este ano seu filho vai…” me fez pirar ao pensar que este ano meu filho vai engatinhar, andar, falar…gente, é muita conquista para um pingo de gente. Fiquei mega empolgada com a matéria que traz 15 desafios do desenvolvimento do seu filho e como lidar com cada um deles. O primordial toda mãe já sabe: ter paciência e respeitar os limites do seu filho. Estimular é importante, mas não podemos esquecer que tudo tem seu tempo certo.

Uma grande amiga comentou comigo hoje que leu o post e afirmou sofrer pelo contrário, sente falta do tempo que já passou. Saudade. Eu tenho que confessar, sofro dos dois: ansiedade (que consegui driblar bastante na gestação) e saudade. Ao mesmo tempo em que quero ver Benjamin dar os primeiros passos, já sinto uma saudade imensa dessa fase que ele está agora. Acho mãe um bicho meio pirado mesmo! Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!