06 mar 2019

Meningite meningocócica – a importância da vacina

por
Gabi Miranda

Filhos, Saúde

Na última sexta-feira (01/03), a notícia da morte do neto de Lula, Arthur Lula da Silva, de apenas 7 anos, vítima de meningite meningocócica, abalou o Brasil. Eu, particularmente, fiquei muito chocada. Não é sobre o Lula, mas sobre uma criança de 7 anos que podia ser um dos meus filhos, o seu, o da vizinha, o de uma amiga. Esse é o tipo de coisa que mexe, principalmente, com quem é mãe. Fico pensando na dor dessa mãe, no que está passando pela cabela dela. E me dói. Quando uma mãe perde um filho, é como se todas nós perdêssemos também.

Durante todos esses dias eu tenho pensado no que aconteceu. Não entra na minha cabeça que essa criança não tivesse tomado a vacina. Será que foi manipulação errada? Será que estava vencida? Será que mesmo vacinado, as crianças correm o risco de pegar a doença? Não consigo entender. Eu sou do tipo neurótica com vacina. Não vacilo. Acho que porque a minha carteira de vacina é incompleta, preciso preencher a dos meus filhos. Brinco: não sei como estou viva! Claro que minha mãe deve ter me levado para tomar as vacinas. Mas como também nos mudamos muito durante uma fase de vida, talvez ela tenha perdido a carteira de vacina e a que tenho seja a que ela conseguiu guardar. Não sei.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

05 fev 2019

7 motivos importantes para vacinar seus filhos

por
Gabi Miranda

Filhos, Saúde

O ano letivo começou e é um bom motivo para vacinar as crianças. Você sabia que em alguns estados do país, como Paraná e Espírito Santo, a caderneta de vacinação passou a ser obrigatória para a realização de matrículas em escolas públicas e particulares, como forma de atestar que os estudantes estão em dia com as vacinas recomendadas pelo Ministério da Saúde?

Pois é, a medida tem como objetivo a tentativa de reverter os baixos índices de imunização infantil, mas ainda não há uma regra federal sobre o tema. Em 2017, o país registrou os mais baixos índices de vacinação em mais de 16 anos. É muito triste pensar que algo importante como a vacina precise virar algo obrigatório em lei. As vacinas previnem casos de doenças sérias e independente de frequentar escolar ou não, todos deveríamos vacinar seus filhos. É através da imunização que protegemos nossas crianças de doenças como meningite meningocócica, poliomielite, catapora e pneumonia, que podem até levar a óbito, especialmente crianças pequenas. Além disso, as vacinas reduzem o risco de infecção, estimulando as defesas naturais do corpo, ajudando-o a desenvolver a imunidade à doença.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

08 jun 2018

Não existe alergia a lactose

por
Gabi Miranda

Chefe de Papinha, Colunas

Você sabe as principais diferenças entre intolerância e alergia alimentar? Muitas pessoas confundem esses dois diagnósticos, achando não haver muita diferença entre eles. A verdade é que os quadros não são iguais! E um tratamento incorreto pode trazer riscos à saúde, especialmente se for uma alergia.

Para início de conversa, NÃO EXISTE ALERGIA À LACTOSE. Você pode ter INTOLERÂNCIA à lactose ou ALERGIA à PROTEÍNA DO LEITE DE VACA.

alergia a lactose

Vamos começar pela definição:

– “ALERGIA ALIMENTAR: reação adversa à proteína alimentar caracterizada por mudanças funcionais nos órgãos-alvo, mediada por um mecanismo imunológico (IgE). Geralmente transitória, de acordo com a maturação do trato digestivo (até 3 anos de idade).”

– “INTOLERÂNCIA ALIMENTAR: refere-se a qualquer resposta anormal a um alimento ou aditivo, sem envolvimento de mecanismos imunes. Normalmente deficiência de enzimas digestivas de açúcares (ex.: deficiência de enzima lactase para digerir a lactose do leite, causando intolerância).”

Um indivíduo que tem intolerância à lactose reage ao AÇÚCAR do leite, uma intolerância que ele pode levar para a vida toda e pode controlar com a ingestão de produtos sem lactose, que geralmente são alimentos que trazem a enzima lactase em sua composição.

Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

01 jun 2018

Candytree: produtos indispensáveis para compor enxoval

por
Gabi Miranda

Bebê, Destaque, Filhos

Candytree – possui produtos cheios de estilo e que levam praticidade e o conforto do lar para qualquer lugar

Quem me conhece sabe que eu teria 7 filhos, igual a minha avó paterna. Mas a vida é trem bala, parceiro!, então eu me contentaria só com mais um filho. Bastaria convencer o marido. Gostaria muito de viver novamente a experiência da gravidez e de acompanhar o desenvolvimento de 0 a 2 anos por inteiro, de corpo e alma. Acredito até que o momento de empreender tem a ver com isso também. Mas por que estou dizendo tudo isso?!

Porque toda vez que vejo os produtos da Mel, criadora da loja Candytree, esse desejo lateja. Fico com vontade de ter tudo o que ela oferece: bolsas, lancheiras, capas protetoras para bebê conforto, carrinho, cadeirinha do carro e mais um monte de coisas. E não é apenas porque os produtos dela são modernos, cheios de estilo e são pensados para trazer mais praticidade para quando estamos longe de casa com as crianças. Tem algo mais importante: conscientização.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

04 abr 2018

Melasma: cuide da sua pele

por
Gabi Miranda

Destaque, Gravidez, Maternidade

Melasma: manchas escuras no rosto

Já diz o ditado, se conselho fosse bom, a gente vendia. Mas vou deixar meu conselho pra você: cuide da sua pele. E da pele do seu filho também. Não sei o que acontece quando estamos chegando aos 40, só sei que uma chavinha vira e a gente começa a se cuidar mais. Não deixe chegar perto dos 40 para então começar a cuidar. Passe protetor solar todos os dias, pelo menos duas vezes ao dia.

Se você parar para pensar que a pele é o maior e mais desprotegido órgão do corpo humano, não vai se assustar de saber que a nossa pele também está exposta a inúmeros problemas. Afinal, está passiva a raios solares, fungos e vírus desde que nascemos. Algumas doenças de pele mais conhecidas são: acne, micose, câncer, urticária, escaras, entre outras. Não sei se podemos considerar uma doença, mas as manchas escuras no rosto, conhecidas com melasma, também são um problema de pele.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

tags:

10 jan 2018

Febre Amarela – tudo o que você precisa saber

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Saúde

O assunto é sério. Segundo o Ministério da Saúde, entre dezembro de 2016 e agosto de 2017, 777 casos foram confirmados e 261 pessoas morreram em decorrência da febre amarela. Recentemente, um novo surto. Inclusive os animais do Horto Florestal são vítimas. Recebi a informações importantes sobre o tema do Hospital e Maternidade Santa Joana, e achei que valia a pena compartilhar. Confira abaixo.

febre amarela

Informações importantes sobre Febre amarela

Com profissionais atualizados com o que há de mais novo em vacinas para prevenir doenças infecciosas, o Centro de Imunização do Hospital e Maternidade Santa Joana é referência no meio. Por isso, para sanar possíveis dúvidas, a Dra. Rosana Richtmann, infectologista da instituição, responde aos principais questionamentos sobre a febre amarela:

Como a doença é transmitida?

Muito comum na América do Sul e Central, além de alguns países da África, a Febre Amarela é uma arbovirose, ou seja, uma doença causada por um vírus da família Flaviviridae, a mesma da Dengue e do Zika e transmitido por meio da picada de mosquitos em áreas urbanas ou silvestres.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

22 set 2017

Cuide da pele do seu filho

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Saúde

cuide da pele do seu filho

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), cerca de 75% da radiação acumulada durante toda a vida ocorre até os 20 anos. Isso reforça a importância de manter a pele protegida desde muito cedo. Isso evita danos a longo prazo como o envelhecimento cutâneo precoce e o risco de desenvolvimento de câncer de pele. A pele do bebê é ainda mais sensível, tem menos pelos, as glândulas que produzem o suor ainda são imaturas e as células que produzem a coloração da pela estão em menor atividade. Por isso, precisam de cuidados redobrados. Esse post é um alerta: cuide da pele do seu filho.

O verão está chegando e é muito importante proteger a pele das crianças dos efeitos solares. Verão é a minha estação do ano preferida, mas é também um período de maior risco dos raios solares. Portanto é preciso dobrar a atenção aos cuidados tanto da saúde da nossa pele, quanto dos nossos filhos. Sejam eles bebês ou crianças. Antes dos seis meses de idade, o filtro solar não é recomendado. E deve ser evitada a exposição do bebê ao sol, principalmente no período das 10h às 16h. Após essa idade, a criança já pode usar filtro solar (precisa de indicação médica), mas o tempo de exposição ainda deve ser controlado.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

tags: , ,

11 set 2017

Todas as minhas amigas estão fazendo dieta

por
Gabi Miranda

Comportamento, Destaque, Maternidade

dieta

Dieta, todas as minhas amigas estão fazendo uma. Juro. As amigas do trabalho. As amigas fora dele. Eu não saberia o que é isso se não fossem elas. Eu nunca fiz, a genética me favorece (beijinho no ombro). Mas sei que existe um milhão de opções. Dieta Dukan. Dieta seca barriga. Dieta macrobiótica. Dieta do ovo. Dieta Mediterrânea. Dos pontos. Dos 3 dias. Do carboidrato. Da proteína. Do Dr. Atkins (?!). Japonesa. Do limão. Líquida. Da lua. Dieta, dieta, dieta… e elas começam na segunda-feira.

Nada contra a quem faz. Mas quando as amigas entram em regime, eu sofro também. Além de ficarem chatas porque começam a se privar de comer o que gostam, falta caloria, elas deixam de comer tudo e negar convites para certas orgias alimentares. E gente, amo comer! E gosto de comer em boa companhia. Minha alimentação está longe de ser saudável. Mas eu como o que tenho vontade, sem medo de ser feliz (e de engordar, rá!). Há quem diga que sou magra de ruim. Meu manequim oscila entre 36 e 38.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

5

comente!

02 ago 2017

Como doar leite materno

por
Gabi Miranda

Bebê, Desenvolvimento, Destaque, Filhos, Saúde

doar leite materno

Se tem uma coisa incrível na maternidade, é o fato de gerar uma vida e também produzir o alimento para este novo ser. Por isso, super apoio qualquer causa que incentive a amamentação. Toda mãe pode alimentar seu filho, mas acho que faltam ações de incentivo, encorajamento e informação. Usamos o mês de agosto para conscientizar sobre a importância do aleitamento materno, mas acho que isso deveria ser feito sempre, do momento que pegamos nosso filho pela primeira vez no colo na maternidade. Quantas pessoas já ouvi falar que não tiveram orientações sobre como amamentar seu bebê. Sim, mães precisam de orientação para amamentar, sendo primeiro ou segundo filho. Assim, como precisamos de orientação de como doar leite materno. Esse é o assunto que quero abordar aqui. O leite materno também pode salvar vidas..

Se amamentar é um ato de amor, doar leite materno é um ato de amor multiplicado por generosidade e empatia. Segundo o Portal do Governo de São Paulo, existem na cidade, 50 bancos que recebem doação de leite. Diz ainda que esses bancos de leite oferecem serviços de busca em domicílio e disponibilizam um kit para garantir a qualidade do leite doado. O Brasil, possui a maior rede de bancos de leite do mundo, reconhecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

19 jul 2017

Rotina de sono nas férias, como regular com a volta às aulas

por
Gabi Miranda

Destaque, Filhos, Sono

sono nas férias

As férias chegam bagunçando toda a rotina. Muitas famílias viajam e mesmo as que não viajam, acabam saindo da rotina sempre com a desculpa de que as crianças estão de férias e merecem ficar um pouquinho mais de tempo em frente à TV ou brincando. O ideal mesmo é manter a rotina durante as férias, principalmente porque as horas de sono não dormidas não podem ser recuperadas assim tão rapidamente. Além disso, a falta de descanso regular, pode atrapalhar a vida da criança, comprometendo também seu organismo. Com uma rotina desregrada, ela deixa até de ter uma rotina de alimentação adequada – o que influencia diretamente na qualidade do sono. Por isso, é importante manter a rotina de sono nas férias.

Eu sei que eu deveria ter feito um post antes de começar as férias, alertando sobre a importância de manter a rotina de sono nas férias. Como não fiz, fica aqui como um pedido de desculpas, algumas dicas para as famílias que fugiram da rotina de sono nesse período. Faltam alguns dias para as férias acabarem e é possível sim retomar com a rotina de sono antes de seu fim. O ideal é que 10 dias antes de voltar às aulas, as famílias façam ajustes na rotina das crianças. É muito importante, inclusive, que a rotina volte ao normal antes da volta às aulas. Quando a criança dorme horas suficiente para um sono restaurador, ajuda também no retorno às aulas, contribuindo para um melhor rendimento escolar.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

6

comente!