19 mar 2018

Rotina diária das atividades domésticas

Há alguns dias, postei no stories a foto da minha tabela de rotina diária das atividades domésticas. A imagem estava cortada e muitas pessoas me pediram para postar no Instagram a imagem toda. Trata-se de um quadro feito à mão, que fiz para estabelecer certa rotina da vida doméstica. Confesso que acho muito chato os deveres domésticos, alguns mais que outros. As pequenas coisinhas vão minando a minha vontade de trabalhar em casa. O trabalho da casa nunca acaba e se bobear passamos os dia inteiro trabalhando para a casa. Como conciliar trabalho home office, casa, casamento e maternidade?

Eu e marido estamos juntos em casa e essa tabela de rotina diárias das atividades domésticas foi criada para não causar discórdia em nosso relacionamento. Sério. Penso que nós mulheres, talvez por termos sido criadas assim, achamos evidente tudo o que precisa ser feito numa casa. Nós enxergamos o pó nos móveis, os banheiros sujos nos incomodam, o lixo tiraríamos todos os dias e passaríamos o dia varrendo a casa toda. Ainda mais casa com crianças.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

0

comente!

23 nov 2015

Dicas para evitar acidentes domésticos

Decidimos que Stella vai para o berçário, assim como Benjamin foi desde o início. Mas confesso que dessa vez estava mais insegura e cogitei colocar uma babá para ficar com ela em casa. Pensando nos prós e contras, um dos fatores decisivos, foi pensar nos perigos que temos dentro de casa, coisas que nós vemos mas que outras pessoas podem não ver e que basta um segundo de distração para a criança sofrer um acidente doméstico. Todos os dias vemos coisas do tipo nos noticiários. Eu sabia que os perigos existiam, no entanto não imaginava que são inúmeros os riscos que bebês/crianças correm dentro do próprio lar. Foi no evento da Saúde4Kids, Criando um ambiente seguro para o seu filho, que descobri: os perigos são maiores do que pensamos e toda a atenção do mundo é pouca.

Acidentes domésticos podem só passar de um susto, mas podem também trazer consequências graves. Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, acidentes representam a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos. No total, cerca de 4,7 mil crianças morrem e 122 mil são hospitalizadas anualmente. A cada morte de uma criança, outras quatro ficam com sequelas graves – o que pode gerar consequências emocionais, sociais e financeiras para as famílias.
Clique e continue lendo!

compartilhe!

1

comente!