20 jan 2014

Técnica do reforço positivo

por
Gabi Miranda

Comportamento, Educação, Filhos

técnica do reforço positivo

Aqui em casa sempre usamos a técnica do reforço positivo para ensinar Benjamin algumas coisinhas como, por exemplo, dizer “por favor”, pedir desculpas, fazer xixi no vaso (e não na cama), guardar os brinquedos, compartilhar seus pertences, ajudar, etc. Trata-se de uma técnica para alterar, motivar ou incentivar a repetição de algum comportamento. É muito utilizada por educadores e psicólogos. Aqui funciona sempre com abraços, beijos, elogios. Palavras que reforcem que ele agiu corretamente.

Nunca estudei sobre o assunto, mas alguns livros falam sobre recompensas. Com a nossa família funciona muito bem com palavras. Desde sempre, usamos o “parabéns” toda vez que Benjamin faz algo legal. Começou com a organização dos brinquedos quando ele ainda estava prestes a completar um ano. Na agenda da escola, até veio algumas vezes que ele era muito colaborador e que tinha ajudado a guardar os brinquedos. Ele sempre se demonstrou empolgado ao ver que recebia parabéns quando fazia aquilo. Foi aí que vimos a necessidade de reforçar sempre as coisas boas que ele fazia.

Até hoje a técnica funciona. Para pedir desculpas ainda foi um pouco difícil, mas recentemente ele começou a pedir. Percebi que quando parece punição, Benjamin se retrai e aí não temos um resultado positivo. Chamar atenção na frente dos outros, também é algo que o retrai, temos que nos policiar quanto ao tom de voz e como falar.

Leia também sobre mimo, limites e coerência

Algumas pessoas presenteiam a criança quando ela age de forma correta. Eu, particularmente, acho isso negativo. A criança deve fazer o certo, porque é o certo e não porque será presenteada com alguma coisa. Acredito que só o reforço com palavras traz um retorno positivo e faz com que a criança entenda a importância de agir daquela forma. Toda vez que reforçamos com palavras que a criança agiu bem, existe maior chance da criança voltar a repetir por livre espontânea vontade e não por interesse.

Vale lembrar que o reforço pode ser tanto positivo quanto negativo. E no caso de negativo, é quase que uma punição, algo para que a criança não repita um comportamento indesejado.

Para nós essa técnica funciona super bem e tenho certeza que foi o que nos ajudou para obter sucesso no desfralde, por exemplo. Além de vários outros comportamentos dele, tais como: oferecer ajuda, fazer algum pequeno favor, não fazer xixi na cama, pedir licença, etc..

compartilhe!

1

comente!

Uma resposta para “Técnica do reforço positivo”

  1. Vinicius Arruda (estudante de psicologia) disse:

    Existem duas formas de reforço que são: o positivo e o negativo. Ambos têm como escopo ensinar e reforçar um determinado comportamento. O indíviduo aprende qual o comportamento desejável para alcançar determinado objetivo. Já a punição reforça qual o comportamento indesejável, ou seja, que não deve ser manifestado para evitá-la.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.