20 mar 2018

Viva, a vida é uma festa

por
Gabi Miranda

Destaque, Entretenimento, Maternidade

a vida é uma festa

Tinha visto o trailer do filme, mas juro que não tinha dado nada pra ele. O que me chamou a atenção mesmo foi o nome: viva – a vida é uma festa. Vivo repetindo essa frase, embora saiba que nem sempre é. Eu não tinha encontrado muita relação do trailer com o nome, sei lá. Até que o filme ganhou Oscar de melhor animação e eu falei: meoooo, tenho que assistir isso com o Benjamin.

Decidimos assistir num final de semana nada atípico, aniversário de morte de quando perdi minha mãe. E esse filme foi uma grande surpresa agradável pra mim. Ele fala justamente sobre família, memória, amor, morte e vida. Aqueceu meu coração assisti-lo naquele dia. E de uma forma muito lúdica, o filme apresenta a viagem de um menininho ao mundo espiritual, no dia dos mortos – seguindo a tradição mexicana – e lá encontra seus antepassados e lá ele discute algumas questões familiares e conhece dois personagens também importantes na história. Não tem nada de terror ou que dê medo para as crianças, muito pelo contrário. O filme é cheio de cores, criaturas mágicas, músicas que o torna ainda mais encantador.

Li que o desfecho da história não é o dos mais originais do cinema. Mas não importa. É um jeito simples e bonito, inclusive até de falar sobre morte com os pequenos. Amei a representação do mundo dos mortos e por isso aqueceu meu coração. É bom acreditarmos que eles existem em algum lugar e que um dia – o dia dos mortos, conhecido no Brasil como o dia dos Finados – eles vem visitar os que estão vivos e que os mantém vivos na memória e no coração.

Amei assistir com o Benjamin ao lado. Fiquei refletindo sobre a importância dos filmes nas nossas vidas, na representatividade que eles tem, principalmente na vida das crianças. Viva, a vida é uma festa, com certeza tem uma relevância incrível. Pelo menos pra mim teve. Eu que já sou adulta, me enxerguei nessa animação emocionante. Foi um acalanto imaginar que existe o mundo dos mortos e que aqueles que amamos continuarão vivos enquanto alimentarmos as memórias do nosso coração.

Viva, a vida é uma festa!

É um filme emocionante e que arranca lágrimas do expectador. Vale muito a pena assistir e aprender com ele.

compartilhe!

0

comente!

Comente!